<
>

Por Kobe! Como título dos Lakers na NBA foi influenciado por lenda da franquia mesmo 'à distância'

play
Multidão inacabável de torcedores dos Lakers fazem festa na frente do Staples Center e gritam: 'Kobe! Kobe!' (0:15)

Momento pós-título encheu a torcida de emoção em Los Angeles (0:15)

"Ele é parte da família agora", disse Kobe Bryant, em 2018, logo que LeBron James anunciou que estava indo para o Los Angeles Lakers. Com o título da temporada 2019-20, o camisa 24 certamente está sendo lembrado por todos no momento em que a franquia ergue seu 17º troféu de campeão da NBA.

Assista à reprise do jogo do título dos Lakers no ESPN App

Em 29 de dezembro de 2019, Kobe Bryant foi até o Staples Center acompanhar os Lakers contra o Dallas Mavericks como um mero espectador à beira da quadra. Não faltaram risos e abraços com LeBron, Anthony Davis e até Luka Doncic.

Menos de um mês depois, em 26 de janeiro de 2020, Kobe viria a falecer junto com sua filha, Gianna, em um acidente trágico de helicóptero na Califórnia.

Daquele momento em diante, LeBron e os Lakers tinham mais um motivo para buscar o tão sonhado título: dedicá-lo a Kobe.

"Eu quero continuar junto com meus companheiros o seu legado, não só neste ano, mas até o fim de nossas carreiras porque isso é o que Kobe iria querer", disse LeBron, às lágrimas, no primeiro jogo dos Lakers de volta ao Staples Center.

E ele o fez.

A cada cesta e a cada vitória dos Lakers, o time carregava a "Mamba Mentality" de querer a todo custo a vitória, buscar a perfeição e apenas se dar por satisfeito quando o troféu estiver em mãos.

Veio a pandemia bem quando os Lakers estavam em primeiro na Conferência Oeste. A incerteza sobre o retorno da NBA pairou por vários dias.

Mesmo quando a liga decidiu retornar, havia dúvida sobre como estaria o time depois de tanto tempo parado.

A resposta veio nos playoffs, onde os Lakers saíram perdendo as duas primeiras séries e viraram. Quando a final de conferência contra o Denver Nuggets estava empatada em 1 a 1, Anthony Davis fe a bola de 3 que virou o jogo e deu a vitória para Los Angeles no estouro do cronômetro.

Após a cesta, Davis foi comemorar com o time gritando "Kobe!"

Nas Finais da NBA, após a vitória no jogo 2 com os uniformoes "Black Mamba" inspirados em Kobe Bryant, LeBron sentiu a emoção do ex-companheiro: "É sempre especial representar alguém que significou tanto".

Apesar de em determinado momento serem os dois melhores jogadores da NBA no fim da última década e começo dessa, LeBron e Kobe nunca foram rivais. Na época, os Cavaliers de James não conseguiram chegar às Finais junto com os Lakers. Quando LeBron conseguiu isso com o Miami Heat, Kobe e seu time já estavam em baixa.

LeBron já admitiu idolatrar Kobe antes mesmo de entrar na NBA. E os dois foram para duas Olimpíadas com os Estados Unidos, conquistando o ouro em Pequim-2008 e Londres-2012. Na última, um novato que ainda estava na Universidade de Kentucky também fazia parte do grupo: Anthony Davis.

A cada vitória na decisão de 2020 contra o Heat, LeBron mostrou sua insatisfação seja com a postura do time, que no jogo 1 relaxou, ou não comemorando antes da hora até que a série estivesse fechada