<
>

UFC 259: A maior da história! Amanda Nunes nem cansa, atropela mais uma em só dois minutos e segue dupla campeã

play
Não deu nem graça! Veja como Amanda Nunes atropelou e finalizou australiana em 2 minutos (0:43)

A brasileira precisou de pouco mais de dois minutos para atropelar, finalizar a australiana Megan Anderson com um chave de braço e se manter como campeã de duas categorias. (0:43)

Não há ninguém no mundo que possa fazer frente a Amanda Nunes. E isso fica cada vez mais claro! No UFC 259, não deu nem graça. A brasileira precisou de pouco mais de dois minutos para atropelar, finalizar a australiana Megan Anderson com um chave de braço e se manter como campeã de duas categorias.

Amanda dominou por completo. Em pé, balançou a rival com seus golpes potentes. Anderson não teve outra opção se não tentar uma queda para amarrar o combate. Só que a brasileira reverteu a posição, caiu por cima e deu um show no chão até pegar o braço da rival e conseguir a vitória por finalização.

"É a maior da história! O problema é que não tem mais ninguém para enfrentar você!", disse Joe Rogan.

E é verdade. Já são 12 vitórias consecutivas. Entre homens e mulheres, só Kamaru Usman tem uma sequência melhor (13).

E Amanda já coleciona quase todos os recordes possíveis. É a única da história a defender dois cinturões simultaneamente, a mulher com o maior reinado como campeã, a mulher com mais vitórias, a mulher com mais nocautes...

"Não sei, Joe, se existe alguém que ganhe de mim. Mas não é minha culpa (risos). Sei que tem várias meninas ai que querem essa oportunidade, estou só esperando", brincou.

"Acho que estou ficando velha e ficando boa. Acho que achei meu equilíbrio, treino muito forte com os melhores na American Top Team. Fico mais forte e melhor sempre. Uma leoa é sempre perigosa, mas quando ela tem uma filha, fica ainda mais perigosa. Eu vou me aposentar invicta e com os dois cinturões na minha cintura", completou.

Na carreira, são 21 vitórias e quatro derrotas. Mas ela não sabe o que é perder desde 2014.

Veja todos os resultados do UFC 259:

CARD PRINCIPAL

Jan Blachowicz (POL) venceu Israel Adesanya (NZL) na decisão unânime dos jurados (49-46, 49-45, 49-45) – cinturão dos meio-pesados)
Amanda Nunes (BRA) finalizou Megan Anderson (AUS) com uma chave de braço aos 2:03 do 1º round – cinturão feminino dos penas
Aljamain Sterling (EUA) venceu Petr Yan (RUS) por desclassificação devido a uma joelhada ilegal – cinturão dos galos
Islam Makhachev (RUS) finalizou Drew Dober (EUA) com um triângulo de mão a 1:37 do 3º round – leves
Aleksandar Rakic (AUT) venceu Thiago Marreta (BRA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27) – meio-pesados

CARD PRELIMINAR

Dominick Cruz (EUA) venceu Casey Kenney (EUA) na decisão dividida dos jurados (28-29, 29-28 e 30-27) – galos
Kyler Phillips (EUA) venceu Song Yadong (CHN) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) – galos
Askar Askarov (RUS) venceu Joseph Benavidez (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-26) – moscas
Kai Kara-France (NZL) nocauteou Rogério Bontorim (BRA) aos 4:55 do 1º round – moscas
Timothy Elliott (EUA) venceu Jordan Espinosa (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-25) – moscas
Kennedy Nzechukwu (NIG) nocauteou Carlos Ulberg (NZL) aos 3:19 do 2º round – meio-pesados
Sean Brady (EUA) finalizou Jake Matthews (AUS) com um katagatame aos 3:28 do 3º round – meio-médios
Amanda Lemos (BRA) nocauteou Livinha Souza (BRA) aos 3:39 do 1º round – palhas feminino
Uros Medic (SER) nocauteou Aalon Cruz (EUA) a 1:40 do 1º round – leves
Trevin Jones (GUM) nocauteou Mario Bautista (EUA) a 0:47 do 2º round – galos