<
>

UFC 259: Yan dá joelhada ilegal bizarra, Sterling vira 'campeão por acidente' e abandona cinturão: 'Jeito m*** de ganhar'

Uma das melhores lutas de 2021 acabou em um dos momentos mais bizarros da história no UFC 259. Petr Yan fazia um combate incrível diante de Aljamain Sterling quando acabou resolvendo dar uma joelhada claramente ilegal no rosto do adversário. O russo acabou desclassificado, e o norte-americano ficou com o título dos pesos galos.

É a primeira vez na história do UFC que um cinturão muda de mão devido a uma desclassificação.

O final foi tão decepcionante que o próprio Sterling resolveu deixar o cinturão no octógono e acabou caindo no choro.

"Tudo que eu trabalhei até agora para ter uma luta assim? Sei que estava muito parelha e eu estava perdendo, esse não é o jeito que eu queria ganhar. Eu trabalhei demais para ganhar de uma maneira m** dessa. É uma m**. Entendo que tenha um pouco de provocação e tal, mas é só uma rivalidade. Não devia ser assim", disse o americano.

O golpe ilegal aconteceu já aos 4:29 do 4º round. Sterling estava no chão com as duas mãos no rosto quando o corner de Yan pediu que ele desse a joelhada. O russo atendeu e acertou em cheio o rosto do adversário, que caiu completamente grogue.

O problema é que, apesar das mãos estarem no rosto, Sterling tinha três apoios no chão (dois pés e um joelho), o que torna o golpe completamente ilegal.

Um médico chegou a ser chamado no octógono. Como o americano não teve condições de continuar, a luta foi encerrada. E o russo acabou desclassificado por ter sido um golpe ilegal e intencional.

"Eu queria continuar. A luta estava com muita ação, sei que os fãs estavam gostando, potencialmente era uma das lutas do ano, talvez da história. Não queria parar até essa m**. Os fãs que me desculpem por vencer assim. Espero que lutemos novamente e seja da maneira correta", disse Sterling.

Ele chega ao título dos galos com uma carreira de 20 triunfos e três derrotas - duas delas para brasileiros (Marlon Moraes e Raphael Assunção).

Veja todos os resultados do UFC 259:

CARD PRINCIPAL

Jan Blachowicz (POL) venceu Israel Adesanya (NZL) na decisão unânime dos jurados (49-46, 49-45, 49-45) – cinturão dos meio-pesados)
Amanda Nunes (BRA) finalizou Megan Anderson (AUS) com uma chave de braço aos 2:03 do 1º round – cinturão feminino dos penas
Aljamain Sterling (EUA) venceu Petr Yan (RUS) por desclassificação devido a uma joelhada ilegal – cinturão dos galos
Islam Makhachev (RUS) finalizou Drew Dober (EUA) com um triângulo de mão a 1:37 do 3º round – leves
Aleksandar Rakic (AUT) venceu Thiago Marreta (BRA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27) – meio-pesados

CARD PRELIMINAR

Dominick Cruz (EUA) venceu Casey Kenney (EUA) na decisão dividida dos jurados (28-29, 29-28 e 30-27) – galos
Kyler Phillips (EUA) venceu Song Yadong (CHN) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) – galos
Askar Askarov (RUS) venceu Joseph Benavidez (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-26) – moscas
Kai Kara-France (NZL) nocauteou Rogério Bontorim (BRA) aos 4:55 do 1º round – moscas
Timothy Elliott (EUA) venceu Jordan Espinosa (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-27, 30-27 e 30-25) – moscas
Kennedy Nzechukwu (NIG) nocauteou Carlos Ulberg (NZL) aos 3:19 do 2º round – meio-pesados
Sean Brady (EUA) finalizou Jake Matthews (AUS) com um katagatame aos 3:28 do 3º round – meio-médios
Amanda Lemos (BRA) nocauteou Livinha Souza (BRA) aos 3:39 do 1º round – palhas feminino
Uros Medic (SER) nocauteou Aalon Cruz (EUA) a 1:40 do 1º round – leves
Trevin Jones (GUM) nocauteou Mario Bautista (EUA) a 0:47 do 2º round – galos