<
>

CBLoL | Na estreia do CBLoL 2022, LOUD supera super time da FURIA

No duelo entre FURIA e LOUD, a equipe Tay (esquerda) levou a melhor Montagem

Estreando o CBLoL 2022, a LOUD entrou em campo superando a FURIA para garantir sua primeira vitória no campeonato; Maestro e Tay dão as primeiras entrevistas da nova temporada em coletiva de imprensa


Abrindo os portões do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) - que ainda não pôde receber seus fãs - e começando a temporada competitiva de 2022, o confronto de estreia do campeonato ficou por conta de LOUD e FURIA, que mostrou a equipe verde de Robo, Tay, Tinowns, Duds e Ceos superior e destruindo o nexus inimigo em frente a mais de 100 mil espectadores.

De um lado, o super-time dos Panteras e do outro uma LOUD que recebeu Robo e Tinowns para seu elenco de 2022. Em uma partida disputada do começo ao fim, as equipes entraram no Rift buscando uma vitória em sua primeira partida para começar o campeonato com o pé direito e, em um jogo levado para o late game com Tinowns distribuindo mísseis com seu Corki, a LOUD garantiu sua primeira vitória.

Em coletiva respondendo algumas perguntas, o técnico Maestro foi quem tomou a frente para tirar as dúvidas da imprensa e falou um pouco sobre como o bootcamp realizado pela equipe na Polônia preparou o coletivo para o começo do campeonato.

“Uma das partes muito boas foi um pouco da convivência, começar o time sem ser do ponto zero, vamos dizer assim. Lá a gente percebeu que tinha um jogo bem mais proativo e rápido, é um pouco diferente daqui da mentalidade aqui do Brasil e tentamos o máximo possível absorver isso. O problema maior que tivemos hoje é que estamos ainda mergulhados em muitas ideias, o fato de que não temos uma decisão única faz com que isso vire uma passividade dentro de jogo”, avalia.

Passando os últimos quatro anos no comando das diversas equipes de League of Legends que passaram pela INTZ, o treinador saiu de sua zona de conforto para integrar a comissão técnica de 2022 da FURIA. Quatro meses após sua oficialização na organização, Maestro faz um apanhado de como tem sido sua experiência até então com o novo elenco.

“É uma organização muito profissional, me ajudou muito desde o início, a formar o time e montar a staff. Eles me dão muita liberdade e me respeitam pra caramba. Em relação aos jogadores, são atletas muito bons e profissionais, tão sempre no horário, querendo melhorar e dispostos a se sacrificar pelo time. Tem sido difícil no sentido de crescimento, tá exigindo bastante da staff para conseguir conciliar tudo, mas acho que justamente esses são os melhores momentos e oportunidades”, conta o treinador.

Vencedor em seu primeiro jogo oficial após realizar a mudança de funções, indo do topo para a selva, Tay apareceu pela LOUD para falar um pouco sobre sua estreia contra Ranger e como estava sua confiança para a partida de estreia do CBLoL 2022 contra os Panteras, mantendo os pés no chão ao afirmar que não é o momento para subir no salto.

"Minha confiança estava muito alta, treinamos com quase todos os times e não senti dificuldade contra nenhum jungler. O Ranger foi muito mais agressivo neste jogo do que os junglers de treinos que tivemos, o que foi ótimo para me testar contra outros estilos. É um excelente jogador e espero encontrá-lo novamente no futuro. É bom vencer, mas temos um longo caminho pela frente", crava o novo caçador da LOUD.

Em preparação para o começo do campeonato, a LOUD não teve uma caminhada fácil. Problemas de saúde que passam por infecção por COVID-19 até mal estar de alguns jogadores, foram alguns dos empecilhos encontrados pela equipe ao longo das últimas semanas que dificultaram a preparação para sua estreia e Tay afirma que, neste momento, a experiência foi muito importante.

"Tivemos alguns problemas desde o começo do ano, nem sempre conseguimos treinar com o time completo, mas somos experientes. Cada um se doou um pouco mais para treinarmos bem e, mesmo com esses fatores atrapalhando, vencemos e fiquei bem feliz com a nossa estreia no CBLoL", finaliza.