<
>

Brasileirão: Áudio do VAR mostra 'zona', mas Vasco não conseguirá anular jogo com o Inter, opina Renata Ruel

O áudio e imagens do VAR divulgados pelo Vasco na polêmica partida contra o Internacional na 36ª rodada do Campeonato Brasileiro mostram uma clara falha de comunicação, mas não devem causa a anulação da partida, segundo Renata Ruel, comentarista de arbitragem dos canais ESPN.

Na visão da especialista, a conversa fica confusa, e o árbitro de campo, Flávio Rodrigues de Souza, não é orientado corretamente. Ainda assim, Ruel não acredita que o Vasco terá sucesso em seu pleito no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para anular a derrota por 2 a 0 em São Januário.

“Que complicado esse áudio que a gente ouviu do VAR. Essa comunicação falha é o grande problema para mim”, disse Ruel, no "BB Debate".

“Eles começam a traçar (a linha de impedimento), mas eles têm um problema técnico, pela sombra (na lateral do campo). A câmera fica descalibrada, eles não têm condição para traçar a imagem. Em nenhum momento a gente vê a parte do jogador do Vasco que está mais próxima a linha. Não temos. A gente escuta o Fabrício (Porfirio de Moura, assistente do VAR) falando: não temos imagem boa. Se não tem, mantém a decisão de campo, esse é o protocolo.”

No áudio divulgado nesta quinta-feira (25), recebido pelo Vasco na última terça (23), de fato, não é possível, em nenhum momento, atestar ou não o impedimento no gol marcado por Rodrigo Dourado, que abriu caminho para a vitória do Internacional.

Sem sucesso para traçar as linhas nas imagens, a cabine do VAR, contudo, confirma ao árbitro de campo que o gol foi legal – depois de ter o avisado, brevemente, do problema técnico.

“O problema é que na confusão, tem que traçar, não dá para traçar, passam que o gol foi legal. O que devia ter sido dito: temos problemas técnicos, tem que manter decisão de campo. Não falar que gol é legal. Falha de comunicação”, analisa Ruel.

Problemas que, para a especialista, não devem ocasionar a anulação da partida, contudo. “O protocolo fala: se a ferramenta falhar ou o árbitro, a partida não vai ser anulada. Que a comunicação é falha, é claro. Ficou uma zona, você não sabe quem está falando o quê. O árbitro de campo não sabe o que está acontecendo, ele acata o que é passado para ele.”

“Não vejo como o Vasco conseguir anular. Porque o protocolo fala, se houver problema no VAR, não será anulada. O VAR é passível de erro, quem manipula o VAR é humano.”