<
>

Palmeiras de Luxemburgo tem só duas derrotas na temporada, mas empata 45% dos jogos que disputa

A temporada 2020 do Palmeiras oferece dois pontos de vista. O lado mais otimista olha diretamente para as derrotas: apenas duas em 31 jogos, a melhor marca entre os clubes da primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Mas também existe a visão negativa, de um time que empata demais.

São até aqui 14 igualdades, que representa 45% das partidas que o Palmeiras fez no ano, entre Campeonato Paulista, Conmebol Libertadores e Brasileirão. O último empate aconteceu no domingo (27), contra o Flamengo, por 1 a 1, em jogo que ficou seriamente ameaçado de nem acontecer.

Antes do Flamengo, o Palmeiras empatou seis vezes no estadual (São Paulo, Santos, Ferroviária e Inter de Limeira, além dos dois jogos da final contra o Corinthians, quando foi campeão paulista nos pênaltis), uma na Libertadores (Guaraní, no Paraguai) e sete no Brasileiro (Vasco, Fluminense, Goiás, Bahia, Internacional, Sport e Grêmio, além do Fla).

São tantos resultados iguais que até Vanderlei Luxemburgo admitiu a preocupação. O técnico, que após o 0 a 0 com o Guaraní, pela Libertadores, reclamou do tom negativo das perguntas e cobranças, falou sobre a sina palmeirense.

"Claro que em um Brasileirão você joga mais por vitórias do que empates, e nós temos empatado muito e isso faz diferença", disse Luxa, para, em seguida, defender a equipe por ter empatado com um Flamengo desfigurado por 19 desfalques.

"As pessoas passaram favoritismo para nós em um jogo contra o Flamengo por causa da COVID e de tudo que foi criado antes, mas o Flamengo tem uma grande equipe, com jogadores de alto nível, uma categoria de base que como a do Palmeiras é muito forte, sabíamos que seria um jogo difícil como foi para nós e para eles também".

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta, contra o Bolívar, no Allianz Parque, pela quinta rodada da fase de grupos da Libertadores. Líder do grupo B, o Verdão está a um passo de confirmar a classificação às oitavas de final. Precisa só... empatar. Se depender do que o time faz este ano, a chance de isso acontecer é alta.