<
>

Se depender do histórico, DeMarcus Cousins jogou sua última partida na NBA

O Jogo 6 das Finais de 2019 pode ter sido o último da carreira de DeMarcus Cousins na NBA. Ao menos, é o que indica o histórico da liga.

Durante treinamentos de preparação para a próxima temporada, o pivô do Los Angeles Lakers rompeu o ligamento do joelho e deve perder, no mínimo, oito meses de ação. O problema, porém, é que Cousins já havia rompido o tendão de Aquiles em 2018/2019, pelo Golden State Warriors.

Segundo um levantamento feito pela ESPN, dois jogadores na história da liga romperam o tendão de Aquiles e o ligamento do joelho. Nenhum dos dois voltou a fazer uma partida sequer na NBA.

O armador Emanual Davis estreou na liga em 1996 pelo Houston Rockets. E logo em sua primeira temporada perdeu 69 partidas por romper o ligamento do joelho. Em 2002/2003, jogando pelo Atlanta Hawks, rompeu o tendão de Aquiles e, aos 34 anos, não voltou mais a jogar na NBA.

O pivô Jerome James foi selecionado pelo Sacramento Kings em 1998. Depois de sua primeira temporada, ficou fora de toda a temporada 1999/2000 por romper o ligamento do joelho. Em 2007/2008, também com 34 anos e já pelo New York Knicks, rompeu o tendão de Aquiles e ficou de fora de toda a temporada. Acabou sendo trocado para o Chicago Bulls, mas nunca mais pisou em uma quadra da NBA, apesar de ter voltado a jogar em Porto Rico em 2012.

Aos 29 anos, é capaz de que DeMarcus Cousins se recupere melhor do que os dois, mas a história sugere que aquele 13 de junho de 2019 pode ter marcado o último jogo do pivô na NBA.