<
>

A noite perfeita que se transformou em pesadelo para Kevin Durant

O Golden State Warriors sobreviveu ao Jogo 5 das Finais da NBA contra o Toronto Raptors na noite de segunda-feira, mas não houve comemoração depois da partida.

Pelo contrário.

Kevin Durant rompeu o tendão de Aquiles depois de fazer 11 pontos em 12 minutos no jogo que marcava sua estreia nas Finais de 2019 - e seu retorno às quadras após mais de um mês afastado. E a vitória, que cortou a vantagem de Toronto para 3 a 2 na série, não será lembrada pelos arremessos decisivos de Stephen Curry e Klay Thompson nos minutos finais da partida.

"Falei para eles que eu não sabia o que dizer. Estava tão orgulhoso, mas, ao mesmo tempo, devastado por Kevin", disse o técnico Steve Kerr. "É um sentimento bizarro. Uma vitória incrível e, ao mesmo tempo, uma perda horrível."

Kerr foi um dos membros dos Warriors que lamentaram a nova lesão de Durant. Curiosamente, o pior momento da carreira do ala aconteceu em uma noite que parecia ser um retorno quase perfeito.


Kevin Durant testa a panturrilha antes das Finais da NBA com dancinha e deixa companheiros malucos


O camisa 35 fez sua tradicional dança no túnel antes de ir para a quadra. Quando a bola subiu, ele foi fatal - como costuma ser. Mais do que os 11 pontos, foram três bolas de três que calaram a torcida dos Raptors na Scotiabank Arena.


Durant anota cesta de 3 pontos no começo do jogo


Mas com nove minutos e 52 segundos para o final do 2º quarto, marcado por Serge Ibaka, Durant sentiu a lesão.

"Todos estão focados na briga pelo título e pela grandeza que vemos em quadra, mas a vida é mais importante", disse Curry. "Me sinto muito mal por ele. Ninguém deveria passar por algo assim."

Durant voltou para o vestiário carregado por Andre Iguodala e Rick Celebrini, responsável pela área médica dos Warriors. Curry seguiu o trio pelo túnel do ginásio. Com as portas fechadas, o camisa 35 deixou suas emoções tomarem conta do momento.


Durant sente lesão e deixa partida com ajuda para andar


"Quando voltaram do intervalo, não havia uma notícia oficial, mas ouvi falaram no banco que ele havia rompido algo", conta Nick Nurse, técnico dos Raptors. "E sei que Kyle (Lowry) estava sentado no banco em choque depois de conversar com Klay e Steph sobre isso."

"Nesta liga, somos irmãos", comentou Lowry. "É uma fraternidade, e nunca queremos ver um competidor como ele se lesionar."


Kevin Durant abandona ginásio de muletas e com pé imobilizado, e Zé Renato Ambrosio traz informações


Durante o terceiro quarto, Durant resolveu deixar o ginásio. Ele usava uma bota em seu pé direito e caminhava com muletas. Seu empresário, Rich Kleiman, e o general manager Bob Myers acompanharam o ala até o carro que o levou para longe da Scotiabank Arena.

Pouco depois, ao saber das notícias, Myers se emocionou durante entrevista coletiva.

"Não acredito que exista um culpado, mas entendo este mundo, e se tivermos que apontar alguém, podem colocar a culpa em mim", lamentou o dirigente. "Não tenho todas as informações antes da ressonância magnética, mas posso garantir que as pessoas que o liberaram para o jogo são boas pessoas."


Dirigente dos Warriors vai às lágrimas ao anunciar lesão de Durant


Fora do jogo, da série e, provavelmente, da NBA pelos próximos meses, Durant mandou um recado para os Warriors após a vitória.

"A 'Dub Nation' (torcida dos Warriors) vai estar alta para cara*** no Jogo 6. Está doendo no fundo da minha alma agora, não posso mentir, mas ver meus irmãos conquistarem essa vitória foi como dar um shot de tequila, eu acabei de adquirir uma nova vida."