<
>

Respeito de Jon Jones, palavrões de Dana White e 'campeão' para a família: Marreta revela carinho após 'guerra'

Thiago Marreta não saiu vencedor do duelo contra Jon Jones, mas acabou o combate muito mais respeitado do que era antes dele. A dificuldade que ele impôs ao campeão mesmo com uma grave lesão no joelho deixou a todos impressionados. E cada um reagiu de uma forma diferente. E conversa com o ESPN.com.br, o lutador revelou o carinho que recebeu da família, do próprio adversário e até do patrão Dana White.

O primeiro a conversar com Marreta foi o próprio Jon Jones. Os dois se abraçaram ao fim da luta, e o próprio brasileiro puxou a conversa para pedir desculpas por uma entrevista que deu dizendo que o legado do campeão ficaria marcado por conta do doping e das polêmicas fora do octógono. O norte-americano não só aceitou como depois fez vários elogios a Thiago.

“Consegui tirar esse lado dele que ele não consegue expor as vezes, tem um lance de bad boy. Ficou uma coisa meio chata por uma entrevista que dei antes da luta e falei umas coisas que ele não gostou. Não tive intenção de ofendê-lo, mas ficou essa coisa no ar. Depois da luta eu pedi desculpas pessoalmente, abracei ele. Não é da minha pessoa, da minha índole ofender ninguém. Então pedi desculpas se falei alguma coisa que o magoou. Sou fã dele, já assistia ele há muito tempo, agradeci ele por aceitar a luta. Então ficou tudo bem. Convidei ele para quando for ao Brasil tomarmos um açaí junto, ele aceitou, ficou amarradão. E é isso, esporte e isso”, diz Marreta.


Marreta admite que pediu desculpas para Jon Jones, explica motivos e diz: ‘Ele ficou amarradão’


O passo seguinte foi falar com o filho Hiago, que estava em Las Vegas para acompanhar a luta.

“Ele me chamou de campeão, estava muito feliz. Falou que eu não perdi, que ganhei a luta. E que eu sou o campeão dele”, lembra Marreta.

Foi a vez, então, de ligar para a mãe Luviete Lima. E já aproveitar para falar com os amigos da Cidade de Deus, que estavam reunidos com ela para assistir ao combate.

“Você sabe como é mãe. Ela sabia que eu estava machucado, ela viu, então ficou preocupada. Então liguei logo para acalmar. Dei a notícia para ele esses dias que eu vou ter que operar e vai demorar um pouquinho para eu voltar para casa. Mas é isso, faz parte e ela está de boa”, diz.


Marreta revela conversas que teve com o filho e com a mãe logo após luta com Jon Jones


“Mandei um abraço para a galera lá e falei que assim que eu voltar, vai demorar um pouquinho, mas a gente faz aquele churrascão para a comunidade. Agora vou ter tempo de folga para fazer churrasco todo final de semana se quiser”, completa, sorrindo.

A conversa com Dana White foi a última, com Marreta ‘na fila’ esperando para dar entrevista coletiva aos jornalistas presentes. E é o papo mais ‘impublicável’.

“Tive uma conversa com ele logo depois da luta. Estava na cadeira de rodas para dar entrevistas, ele veio, parou, abaixou para falar comigo e disse algumas palavras no meu ouvido. É até difícil traduzir, ele falou em inglês, mas fala muito palavrão (risos). Mas ele falou que eu era um baita lutador, que eu era um guerreiro e estava de parabéns. Ele sabia que eu me machuquei no primeiro round”, lembra.

Marreta acabou lesionando todos os ligamentos do joelho esquerdo e também a tíbia. Teve uma lesão parcial também em um ligamento direito. Vai ficar um tempo afastado, mas agradece o carinho dos fãs que vem recebendo.

“É até difícil responder todo mundo. Instagram, Whatsapp. Inúmeras mensagens. Agradeço. Vou respondendo aos poucos, vai ter gente que vai ser respondida daqui um mês, mas eu vou responder. É só ter um pouquinho de calma que eu vou respondendo a galera“, brinca.