<
>

São Paulo faz gol antológico, mas Corinthians vira final do Paulistão feminino com goleada no Majestoso e fatura o tetra

O Corinthians é tetracampeão do Paulistão feminino! E foi de goleada. Neste domingo (26), em uma Neo Química Arena lotada com mais de 40.000 presentes, as Brabas receberam o São Paulo pelo segundo jogo da final e venceram por 4 a 1, virando o placar no agregado e ficando com o título estadual.

No jogo de ida, as Soberanas venceram por 2 a 1 e poderiam até empatar que ficavam com a taça. O Corinthians, porém, conseguiu um placar elástico e venceu o Campeonato Paulista pela quarta vez na sua história, sendo o quarto dos últimos cinco anos (2019, 2020, 2021 e 2023).

Esta também foi o terceiro Majestoso em uma final de estadual que terminou nas mãos do Corinthians, que em 2019 e 2021 venceu o São Paulo e ficou com o título. As soberanas, por sua vez, seguem com uma longa seca de títulos do Paulistão, já que a última conquista aconteceu em 1999.

Com o título estadual, as Brabas vão receber uma premiação de R$ 1 milhão, enquanto as Soberanas garantiram R$ 500 mil com o vice.

Assim que a bola rolou, o Corinthians não deu respiro ao São Paulo e, logo aos 4 minutos, Vic Albuquerque acertou o travessão após pegar de primeira de fora da área. Em seguida, foi a vez de Jaqueline levar perigo após chute colocado.

As Soberanas tiveram a sua primeira grande chance com Rafa Mineira, que cobrou falta com muito perigo e parou em defesa providencial de Lelê. A resposta das Brabas foi praticamente instantânea, com cabeçada de Vic Albuquerque cortada por Letícia Alves.

O São Paulo ainda levou perigo com Ariel, que recebeu livre, arrancou, entrou na área, mas bateu fraco para defesa tranquila de Lelê. E foi no fim do primeiro tempo que o Corinthians tirou o zero do marcador.

Aos 38, Jaqueline testou forte e estufou as redes para as Brabas após cobrança de falta. Àquela altura, a decisão se encaminhava para os pênaltis.

Na volta para o segundo tempo, o Corinthians ampliou. E novamente de cabeça. Aos 8 minutos, Gabi Portilho levantou bola na área e Tarciane fez o 2 a 0.

Menos de 10 minutos se passaram, e o São Paulo colocou fogo na decisão. A joia Dudinha, de 17 anos, acertou uma "bomba" de fora da área e descontou para as tricolores.

A comemoração durou pouco tempo, já que Vic Albuquerque aproveitou rebote dentro da área para fazer o terceiro do Corinthians. E ainda teve tempo para mais.

Aos 29, Jheniffer, que entrou no segundo tempo, deu o seu primeiro toque na bola, desviando finalização de Gabi Zanotti e fechou a goleada.

Agora sob o comando de Rodrigo Iglesias após a saída de Arthur Elias para a seleção brasileira, o Corinthians bateu o seu próprio recorde de títulos no ano, faturando a sua quarta taça em 2023 após o Campeonato Brasileiro, CONMEBOL Libertadores e Supercopa do Brasil.

A decisão também marcou a despedida da meia do Corinthians Grazi, de 42 anos, que vai se aposentar dos gramados após empilhar taças com as Brabas. A jogadora recebeu muitas homenagens na arena.