<
>

Tio de Diego Costa 'culpa' Corinthians e revela o motivo que fez clube recuar pelo atacante: 'Não quiseram assinar'

play
Gil renova com o Corinthians até 2023 e manda recado à torcida: 'Sensação única' (0:40)

Próximo compromisso do Timão é contra o Santo André, fora de casa, neste domingo (31) pelo Campeonato Paulista (0:40)

Em declarações ao site GE, Jogner Costa, que é tio de Diego Costa, deu sua versão sobre o fracasso nas negociações entre o atacante e o Corinthians


Passada quase uma semana desde o fim das negociações do Corinthians pelo atacante Diego Costa, que segue livre no mercado, o tio do jogador, Jogner Costa, deu sua versão sobre o tema. Em declarações ao site GE, ele afirmou que o Timão desistiu de fazer negócio praticamente às vesperas da assinatura de contrato.

De acordo com o parente do jogador de 33 anos, o Timão foi quem recuou na negociação, e no momento da troca das assinaturas de contrato. E segundo Jogner, tudo por conta da empresa parceira que arcaria com os vencimentos de Diego, que fez uma pesquisa junto à torcida corintiana sobre uma eventual contratação do atleta, e a rejeição ao possível reforço teria sido grande.

"Hoje sim posso falar, tenho a resposta. Qual jogador brasileiro não quer Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Flamengo, etc? A família do Diego é toda de Sergipe. Ficou com ele quando esteve no Atlético-MG. Mentira da mídia que a família queria ficar na Europa. Ela quer ficar onde ele está jogando. Sempre o acompanhou, com o maior prazer. Agora, quando estava tudo certo, Diego na animação para jogar no Corinthians, falei sobre ser palmeirense. Ele disse que o Palmeiras nunca fez contato. Tudo bem. Corinthians é muito grande, enorme. Maior prazer de jogar no Corinthians", começou por dizer.

"Quando foi para assinar, a empresa deu para trás, e Duilio disse que a empresa tinha feito uma pesquisa e que a torcida não queria Diego Costa no Corinthians. Essa é a realidade. Diego ficou chateado. Eles deram para trás e não quiseram assinar. A empresa não quis", complementou.

Na semana passada, o presidente do Corinthians, Duilio Monteiro Alves, confirmou o fim das negociações e, segundo o mandatário, o acordo não avançou por conta dos valores.

''Não virá para o Corinthians nesta janela. É um grande jogador, a cara do Corinthians, poderia nos ajudar demais. Mas é uma operação que para nós não fecha a conta. Independente de ter um parceiro, tenho um parceiro para ajudar na contratação do Diego, mas que pode ajudar na de outro atleta. Os números, independente de quem paga a conta, para nós, mesmo tendo patrocinador pagando, a gente entende que não é um valor, não é porque o dinheiro não sai do cofre do Corinthians que não vou ter responsabilidade", declarou, também em entrevista ao GE.

Livre no mercado desde que deixou o Atlético-MG, após rescisão de contrato amigável, Diego Costa vem de um temporada em que faturou os títulos do Brasileirão e Copa do Brasil pelo clube mineiro, mas onde não teve uma sequência como titular, muito por conta das lesões. Pelo Galo, foram 19 jogos, com 5 gols e 1 assistência.