<
>

Por que Sylvinho não deu certo no Lyon? Rafael defende trabalho do técnico do Corinthians na França

play
No Resenha ESPN, Rafael defende Sylvinho e explica por que não deu certo no Lyon da França (1:06)

Fábio e Rafael são os convidados da semana de André Plihal, no Resenha ESPN (1:06)

Técnicos brasileiros raramente têm chance de dirigir um clube nas principais ligas da Europa. O último a receber uma oportunidade foi Sylvinho, mas não por muito tempo.

O atual treinador do Corinthians ficou apenas 11 jogos no comando do Lyon e foi demitido após um trabalho de três vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Mas por que a experiência não deu certo?

Quem tenta responder é o lateral-direito Rafael. Comandado por Sylvinho na França, o brasileiro é um dos convidados do Resenha ESPN que vai ao ar à 0h deste sábado (19), na ESPN Brasil e no ESPN App.

Rafael elogiou Sylvinho, a quem considera um treinador muito preparado, mas apontou o que, na sua opinião, fez a diferença para o trabalho não ter vida longa no Lyon.

"O Sylvinho é um treinador muito bom. Eu acho que ele estava num país que ele não falava a língua. Ele fala vários idiomas, menos o francês. O Juninho levou ele para lá pelo que ele fez na base, com o Tite. Realmente, ele não deu sorte na França", afirmou o jogador, que hoje atua no Basaksehir, da Turquia.

Ao lado do irmão gêmeo Fábio, que também estará no Resenha, Rafael foi revelado pelo Fluminense e chamou atenção do Manchester United, que contratou os dois com aval do lendário técnico Alex Ferguson. A saída de Old Trafford foi em 2015, direto para o Lyon, onde ficou até 2020.

Sem contato com Sylvinho desde a demissão, o lateral falou um pouco do que o torcedor do Corinthians pode esperar do treinador.

"Eu não sei como vai ser no Corinthians, se vai bem ou vai mal, mas ele tem uma forma muito boa de marcar cruzamentos, escanteios... Ele veio da escola italiana, ele não jogou, mas estudou lá. Ele é muito bom taticamente. Eu torço muito pra ele, gosto muito dele, mesmo tendo jogado só um jogo com ele".