<
>

Flamengo: Yuri César diz por que deixou o clube e cita Jorge Jesus como exemplo: 'Não era tão chegado aos garotos da base'

Revelado nas categorias de base do Flamengo, onde não teve a oportunidade de fazer a sua estreia como profissional já que foi emprestado ao Fortaleza, o atacante Yuri César hoje atua no futebol do Oriente Médio, pelo Al Ahli Shabab, dos Emirados Árabes, e não se arrepende de ter deixado o futebol brasileiro tão jovem. Em entrevista ao "Globoesporte.com", o jogador de 21 anos revelou os motivos que o fizeram optar pela saída, sem mesmo ter a chance de jogar pelo Rubro-Negro.

Segundo Yuri, houve receio de que no Flamengo ele pudesse ter alguns obstáculos, como os que enfrentou em 2020, quando o técnico Jorge Jesus ainda era o comandante do clube carioca. O fato de o português não utilizar tanto os jovens da base inclusive culminou com o seu empréstimo ao Leão do Pici, em março de 2020.

Em janeiro de 2021, durante o período em que ainda estava emprestado, chegou a proposta do exterior e, apesar da presença de Rogério Ceni no Rubro-Negro e de ter renovado com o Flamengo para poder atuar pelo clube na atual temporada, ele pesou os prós e os contras e decidiu aceitar a oferta.

"Eu conversei muito com meu empresário sobre isso, falei que muita coisa poderia acontecer no Flamengo. O Rogério estava lá, mas naquela fase de não emplacar muitas vitórias. Seria complicado se eu chegasse, e fosse um treinador que não gostasse da base. Assim como em 2020, quando fui emprestado, e o treinador (Jorge Jesus) não era tão chegado nos garotos da base. Falei isso, e que a questão financeira ia ajudar muito também. Botei esses casos na balança para poder decidir", disse.

"Já tinha renovado no Flamengo para ficar lá esse ano, ficar no grupo. Mas foi tudo de uma hora para a outra, soube da proposta quando ia jogar contra o Santos. Foi tudo muito rápido, e depois do jogo contra o Atlético-GO, meu empresário disse 'Vem para o Rio' na terça, pois na quinta já vamos para os Emirados. Tive que ir no Flamengo, fiquei quase 10 horas no clube esperando toda a documentação", prosseguiu.

O atacante ainda amentou o fato de não ter conseguido reencontrar Rogério Ceni, que depois iniciou uma arrancada do Campeonato Brasileiro e foi campeão, inclusive utilizando jovens das categorias de base rubro-negra.

"Para mim foi difícil. Eu vi que quando ele foi para lá, colocando os moleques da minha idade, com quem eu joguei. Para mim estava sendo difícil, porque eu estava doido para acabar a temporada e voltar. Mas foram acontecendo as eliminações e fiquei com pé atrás", concluiu.

Autor de cinco gols em 39 jogos pelo Fortaleza na temporada 2020, Yuri César disputou apenas dois jogos até o momento no Oriente Médio e ainda não balançou as redes. Vale lembrar que, ao todo, o atacante foi relacionado para oito partidas, mas em seis delas sequer saiu do banco de reservas.