<
>

Gomes anuncia aposentadoria e revela por que não encerrou a carreira no Brasil

Ao todo, 20 anos de carreira. Da tríplice coroa com o Cruzeiro em 2003 aos mais 294 jogos disputados na Premier League. Uma carreira vitoriosa que teve o fim anunciado nesta quinta-feira (15 de outubro) em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br. Heurelho da Silva Gomes, o popular Gomes, pendurou as luvas. Aos 39 anos, o goleiro revelou os detalhes que o levaram à decisão.

O Watford, ainda na última temporada inglesa, chegou a oferecer um novo contrato ao jogador, que já havia sido assinado. No entanto, o vínculo só valeria se o clube inglês permanecesse na Premier League na temporada 2020-21. Com o rebaixamento dos Hornets, Gomes decidiu pela aposentadoria.

"Olha, eu sempre tenho as coisas muito definidas. Quando assinei o contrato recente com o Watford, o time tinha que continuar na Premier League para que o vínculo valesse. Tinha decidido por mais um ano e só no Watford. Até porque abracei uma causa ali e seria interessante ficar por mais um ano se o time se salvasse. Mas, as coisas não andaram bem e o time foi rebaixado. O ano passado era a minha aposentadoria, mas o Watford pediu para ficar por mais um ano, porque precisavam de mim. Mas, depois desse ano, novamente, pediram, se o time continuasse na primeira divisão, que eu ficasse mais um ano. Eu já tinha assinado um contrato. Mas, o meu pensamento era de parar mesmo esse ano”, começou por afirmar Gomes que, em seguida, revelou que recebeu sondagens da Europa.

“Chegaram algumas sondagens da Europa. Mas nada me atraiu como o Watford que me pediu ficar por mais um ano. Não queria recomeçar de novo. Já estava com 39 anos e não era motivador mais. Tomei a decisão, não anunciei para ninguém praticamente, só em uma entrevista em um canal do Watford. Me perguntaram o que eu queria fazer e falei que já estava parando, que seguiria se fosse com eles lá. Mas, infelizmente a equipe não ficou na primeira divisão. Então, o meu momento é de parar. De anunciar em breve para todos, já estamos anunciando aqui, mas, no meu Instagram, onde normalmente anuncio, que chegou ao fim uma carreira de 20 anos de Cruzeiro, PSV, Tottenham, Hoffenheim, Watford. Chegou ao fim aí. Pendurando as luvas e as chuteiras".

Em seguida, o agora ex-goleiro disse que dificilmente teria aceitado proposta de algum clube brasileiro para encerrar a carreira. Para ele, a ideia já estava clara na cabeça: pendurar as luvas e retornar ao Brasil para viver com a família.

"Não chegou não. Até porque não me interessou muito no momento sair do Watford e vir para o Brasil jogar. Eu voltei para o Brasil agora, estou morando aqui. Até porque, depois de 16 anos, queria aproveitar meu país. Meus filhos nasceram aqui, mas minha esposa só veio para tê-los aqui. Então não viveram aqui. Queria que morassem aqui, conhecessem a nossa cultura”, disse Gomes, que, em seguida, afirmou que não chegaram propostas de clubes brasileiros.

“Não chegou nenhuma proposta e, talvez se chegasse, eu não aceitaria. Teria que analisar, igual o Watford que me convenceu duas vezes, um clube brasileiro também poderia. Mas, já estava sentindo que era o momento de parar. Nunca tive muitas lesões, nenhuma tão grave, então estava zero. Mas, minha cabeça estava de parar. Se tivesse chegado, talvez eu não aceitaria por isso".