<
>

Bayern paga R$ 295 milhões, dobra salário do Manchester City e anuncia Sané

O Bayern de Munique acertou a contratação do ponta-esquerda Leroy Sané, 24, do Manchester City, nesta sexta-feira (3), por 49 milhões de euros (na cotação atual, R$ 295 milhões) e o dobro do salário que o jogador recebia na Premier League.

Sané firmou com o clube alemão um acordo de cinco anos, e o negócio com o City pode subir ainda para 60 milhões de euros (R$ 360 milhões) porque tem uma cláusula de 10% de repasse em caso de venda.

O jogador de 24 anos receberá cerca de 22 milhões de euros (R$ 132,2 milhões) por ano, quase o dobro da oferta que estava em cima da mesa para permanecer no City. Sané rejeitou três ofertas de contrato do clube inglês até decidir retornar à Bundesliga.

"O Bayern é um grande clube com grandes objetivos, e esses objetivos também me agradam", disse Sané. "Estou ansioso pelo novo desafio e mal posso esperar para treinar com a equipe. Sei que o [técnico] Hansi Flick, da seleção sub-21, teve um ótimo relacionamento por lá. Quero ganhar tantos troféus quanto for possível pelo Bayern. A Champions League é a prioridade."

Sané estava decidido a deixar o City, mas ele não poderá ser incluído entre os inscritos do Bayern na sequência da Champions League, em agosto, com todos os jogos acontecendo em Portugal, porque estava na lista do time inglês no torneio.

O CEO do Bayern, Karl-Heinz Rummenigge, comemorou a contratação.

"Estamos muito felizes em receber Leroy Sané. Ele é um jogador notável, que comprovou suas qualidades nos últimos anos, especialmente na equipe nacional. Nosso objetivo é reunir os melhores Os jogadores alemães e a contratação de Leroy enfatizam esse objetivo. Quero parabenizar Hasan Salihamidzic por concluir a transferência com sucesso”, disse Rummenigge.

Sané mudou-se para a Inglaterra ao deixar o Schalke por 37 milhões de libras esterlinas em 2016 e fez 135 jogos e 39 gols pelo City. Ele ganhou cinco grandes troféus durante os quatro anos no clube, incluindo dois títulos da Premier League, e foi nomeado o Jogador Jovem do Ano em 2018, à frente de Harry Kane, do Tottenham, e Marcus Rashford, do Manchester United.

O City não lamentou a perda. Foi a chance de lucrar com Sané agora, em vez de perder o jogador de graça futuramente (o tempo de contrato dele estava no fim). Além disso, ele ficou restrito a apenas 11 minutos na Premier League nesta temporada, depois de sofrer uma lesão no ligamento do joelho na Supercopa da Inglaterra, contra o Liverpool, em agosto.

Sané escreveu uma mensagem de adeus ao City nas mídias sociais dizendo: "Muito obrigado pelo ótimo tempo e por todo o apoio nos últimos 4 anos. Foi um período muito intenso e bem-sucedido que certamente não esquecerei. Ganhamos muitos jogos, marcamos muitos gols, quebramos alguns recordes e comemoramos 7 troféus juntos. Obrigado a todos os fãs, à equipe e aos meus companheiros! Eu sempre lembrarei dessa passagem com muita alegria e orgulho".