<
>

Diretor da Juventus diz que coronavírus fará Mercado do futebol ficar parecido com o da NBA: mais trocas, menos compras

Fabio Paratici, diretor esportivo da Juventus, afirmou nesta sexta-feira (27) que a crise econômica causada pela pandemia do coronavírus obrigará uma mudança de estratégia na forma como os clubes encaram o mercado de transferências. De acordo com ele, as diretorias terão que apostar mais em “trocas” do que em contratações milionárias, o que “aproximará o futebol da NBA”.

“Haverá muitas trocas, uma situação que aproximará o futebol da NBA”, assegurou Paratici em entrevista ao jornal italiano Tuttosport.

Se no futebol os clubes podem adquirir os jogadores por um montante de dinheiro, na NBA as franquias trocam o contrato dos atletas com a obrigação de respeitar as cláusulas pertencentes em cada vínculo.

Paraciti se tornou conhecido por protagonizar a transferência mais cara do futebol italiano em 2018, ao contratar Cristiano Ronaldo do Real Madrid por 112 milhões de euros (aproximadamente R$ 450 milhões).

Agora, o diretor assinalou a necessidade de mudar estratégias diante de uma mudança no cenário econômico. Mas, de acordo com Paraciti, os clubes de países com economias mais fortes serão beneficiados ao final da crise sanitária.

“É possível que alguns clubes, por exemplo os da Alemanha, podem se beneficiar desta situação de crise graças a uma economia mais sólida”, afirmou.