<
>

Messi se desculpa com a Conmebol por acusações de corrupção na Copa América, diz jornal

Depois de criticar duramente a Conmebol tanto após a partida contra o Brasil quanto diante do Chile na Copa América, indicando um suposto favorecimento da entidade ao título da seleção brasileira, Lionel Messi parece ter se arrependido. Isso porque, de acordo com o jornal Clarín, o craque enviou um ofício junto a AFA se desculpando pelas declarações.

Em sua reportagem, o diário argentino revela que o camisa 10 argentino tentou ao máximo se justificar, afirmando que as declarações foram dadas de cabeça quente após ter sido expulso na disputa de terceiro lugar frente ao Chile, punição que considera injusta. Além disso, o atacante teria indicado que não quis associar a palavra “corrupção” à entidade.

O pedido de desculpas vem pouco tempo depois da Conmebol anunciar que abriria um processo disciplinar contra o atacante pelas declarações na Arena de Itaquera. De acordo com o regulamento, Messi pode ser suspenso por até dois anos e ainda ter de pagar uma multa de 50 mil dólares (cerca de R$ 187 mil) caso não consiga provar suas denúncias com provas definitivas.

Ao que parece, no entanto, as desculpas do jogador foram bem aceitas pela entidade Sul-Americana e sua Comissão de Ética da Conmebol. Dessa forma, a expectativa da Associação Argentina de Futebol é que a denúncia seja retirada e que o atacante não seja punido, estando livre para voltar a atuar com a camisa da seleção albiceleste na Copa América de 2020 e nas Eliminatórias.