<
>

FURIA entra na disputa do BR6 com 'expectativas altas' após 'laboratório' na Challenger League

play
"O Brasil ter vencido um campeonato mundial, mostra que o cenário é consolidado", diz diretor de Rainbow 6 (4:45)

Ao ESPN Esports, o responsável pela marca do jogo, Alexandre Remy, revelou que a Ubisoft tem planos de voltar a promover torneios no País e como a empresa enxerga o cenário nacional (4:45)

Não tem como negar que muita das atenções da comunidade de Rainbow Six Siege estará voltada para a estreia da FURIA no BR6.

A organização entrou para o cenário no final de fevereiro quando contratou a formação da Looking For Org, que havia garantido acesso na elite após ter disputado a Relegation.

O time formado por Bersa, Miracle, BmH, fredQx e h1ghs chegou a disputar a Challenger League. A competição, porém, estava em sua edição da história - ou seja, sem promoção ou rebaixamento. Até mesmo por isso, a comunidade aguarda pela estreia da FURIA definitivamente pelo R6 assim que começar o Brasileirão.

O elenco está ciente dessa pressão, como reforçou h1ghs. “Nossas expectativas para o primeiro BR6 são altas, pois é o primeiro grande campeonato que vamos disputar”, comentou o jogador em entrevista exclusiva ao ESPN Esports Brasil.

“Mas também é algo que aconteceria em qualquer outra equipe do cenário competitivo, por isso cabe a nós não deixar isso influenciar durante os jogos do campeonato.”

Até mesmo por isso, h1ghs fez questão de reforçar o quão pegada está a rotina de treinos nos preparativos para a estreia no BR6 diante da INTZ, na próxima quinta-feira (2), às 15h30 (de Brasília). “A preparação vem sendo bem intensa. Nós estamos treinando desde o começo do ano de segunda a sexta, das 14h às 21h, e em dois sábados ao mês.”

O elenco já defendeu a Guidance Gaming no passado, o que deixa todo mundo mais tranquilo por conta do entrosamento. “Nossas expectativas para o primeiro BR6 são altas, pois é o primeiro grande campeonato que vamos disputar.”

EXPERIÊNCIA INTERNACIONAL

Uma das cartas na manga da FURIA para a disputa do BR6 é a presença de Twister na comissão técnica. O técnico com passagens por Black Dragons, Ninjas in Pyjamas e FaZe Clan foi contratado exatamente pela experiência internacional que tem na bagagem.

Ele chega como Head Coach e trabalhará ao lado do treinador Tchubz. “Acredito que minha experiência consegue ajudar os jogadores a expandirem o conhecimento e noções de jogo que, hoje em dia, ainda faltam em atletas que não tiveram a experiência de jogar em campeonatos internacionais”, avaliou Twister.

“Com muito aprendizado vindo de fora, acelerar o processo de evolução dos jogadores é o principal ponto dentro da FURIA. Com estruturação, conscientização, contestação de ideias, táticas, leituras de jogo e tudo que acaba agregando no desenvolvimento do time. Tudo isso é muito bem trabalhado ao lado de todo o staff, junto, claro, com o suporte da organização.”

E material humano não falta, afinal, a FURIA tem um dos elencos com maior potencial do cenário na visão de muitos da comunidade. Os números de Bersa são prova: ele colecionou 164 kills em duas temporadas da Challenger League (temporadas 10 e 11). Além disso, apresentou uma boa evolução nesses torneios: seu KDR foi de 0,71 para 1,20.

QUANTO MAIS R6 MELHOR

O cenário competitivo de Rainbow Six foi totalmente reformulado. A parceria com a ESL foi encerrada e agora a Ubisoft assumirá a operação global, com cada região se adequando às suas necessidades e com a possibilidade ainda de trabalhar com parceiros.

Só em 2021 que a Ubisoft conseguirá implementar todos os estágios planejados para o circuito profissional de R6. Por isso, o ano de 2020 terá um calendário de transição.

Além disso, a empresa precisou realizar algumas alterações dentro do planejamento. A mais recente e significativa foi o cancelamento do Six Major de agosto, que foi regionalizado. Dessa forma, haverá um “Major brasileiro” no mesmo período.

O ESPN Esports Brasil vem trazendo reportagens especiais sobre a nova fase competitiva de R6 promovida pela Ubisoft ao longo das últimas semanas. Confira: