<
>

UFC 251: Masvidal assina novo contrato após polêmicas e promete 'decapitar e batizar' Usman

play
Dana White explica como UFC fechou duelo entre Usman e Masvidal: 'É a luta que as pessoas querem ver' (1:05)

Luta pelo cinturão dos meio-médios será evento principal do UFC 251 (1:05)

O "BMF" está de volta ao UFC!

No último domingo, Jorge Masvidal revelou em entrevista a Ariel Helwani, da ESPN, que fechou um novo contrato com a organização e, assim, está pronto para enfrentar Kamaru Usman no evento 251, no próximo sábado, na Ilha da Luta em Abu Dhabi.

O norte-americano será o substituto de Gilbert "Durinho", que foi diagnosticado com COVID-19 na semana passada, na luta principal contra o nigeriano Kamaru Usman, valendo o título dos pesos meio-médios.

Masvidal reclamou abertamente do UFC e das negociações para a extensão de seu contrato, inclusive acusando Dana White de intimida-lo durante as conversas.

Agora, ele garante que a organização ficou "muito, muito próxima" de atender às suas solicitações.

"Estou mais feliz do que nunca, porque eu vou quebrar a cara desse cara e vou ser pago para isso", disse Masvidal, que chamou a primeira oferta do UFC para o pay-per-view de "m***".

"Eu posso entender se você não quer me dar muito dinheiro garantido, mas quanto ao pay-per-view, o que eu trago, o que as pessoas procuram, eu quero mais dinheiro sobre isso, e eles não estavam ajudando. E foi assim. Então, toda essa loucura teve que acontecer para eles voltarem a ter clareza".

Usman e Masvidal era uma luta "prometida" desde que eles trocaram acusações e empurrões no Super Bowl da NFL neste ano em Miami. Ambos estão em Las Vegas, passaram por testes de COVID-19 e devem chegar a Abu Dhabi nesta terça.

Questionado se está em boa forma para enfrentar Usman, o norte-americano respondeu: "Talvez não para enfrentar Ben Askren. Não estou na forma de Ben Askren, porque ele é um baita de um wrestler. Ou até mesmo para lutar com um cara como Darren Till. Mas se estou em forma para este vagabundo que estou prestes a decapitar e batizar? Ah sim!".