<
>

Copa América: Tagliafico diz como lida com o jejum de 26 anos sem título da Argentina

play
'Messi está com dívida': Silas analisa seleções favoritas ao título da Copa América (0:51)

'Sem o Neymar, sobrou só para ele [Messi]' (0:51)

A seleção principal da Argentina não conquista um título desde 1993. Perguntando sobre o jejum de 26 anos, o lateral Nicolás Tagliafico, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), explicou como lida com o fato.

"A verdade é que a gente vem com as mesmas esperanças de sempre. Não vamos (para o jogo) com isso na cabeça, de que são 26 anos que não ganha. Hoje, temos outra oportunidade (com a Copa América). A melhor forma de lidar com isso é desfrutando o momento. Amanhã (sábado) tem uma grande partida. No meu caso, prefiro encarar da melhor forma possível", falou o atleta de 26 anos do Ajax.

A última vez que a seleção hermana levantou uma taça foi em 1993, quando venceu o México por 2 a 1 na final da Copa América do Equador. Os dois gols da conquista foram anotados por um dos maiores jogadores da história do país: Gabriel Batistuta.

De lá para cá, passaram 26 anos. A Argentina depois bateu na trave em 2004 (vice para o Brasil), 2007 (vice para o Brasil), 2015 (vice para o Chile) e 2016 (vice para o Chile.

No Brasil, a Albiceleste espera encerrar a sequência negativa e, enfim, alcançar a 15ª taça de Copa América. Para isso, a seleção se apoia muito em Messi, que fará a sua estreia na capital baiana neste sábado, às 19h00 (de Brasília), contra a Colômbia.