<
>

Seleção dos mais caros do futebol masculino em Tóquio vale quase R$ 3 bilhões e é dominada pela Espanha; Brasil tem três nomes

play
Daniel Alves comanda pagode no ônibus da seleção olímpica antes dos Jogos de Tóquio (0:59)

Via @CBF_Futebol | O lateral-direito é o grande astro do grupo (0:59)

Atual campeã olímpica, a seleção brasileira masculina inicia na quinta-feira (22) sua busca pela segunda medalha de ouro no futebol masculino dos Jogos Olímpicos, agora em Tóquio. O time comandado por André Jardine desembarcou no Japão com o status de um dos favoritos à conquista.

Mas nem por isso está entre os elencos mais valorizados da competição.

Segundo o portal Transfermarkt, especializado em transações e valores de mercado no mundo do futebol, a seleção dos jogadores mais caros das Olimpíadas é dominada pela Espanha.

O time do técnico Luis de La Fuente conta com seis dos 11 nomes da hipotética seleção, exatamente o dobro da equipe brasileira.

A somatória do valor de mercado dos 11 jogadores mais caros posição por posição chega a nada menos do que 479,5 milhões de euros, algo em torno de R$ 2,9 bilhões. Quem desembarcou no Japão com o status de mais valioso é Pedri, do Barcelona.

Os representantes da Fúria sub-23 na seleção dos mais caros no Japão são o goleiro Unai Simón (20 milhões de euros/R$ 123 milhões), o zagueiro Pau Torres (50 milhões de euros/R$ 308 milhões), os meio-campistas Pedri (80 milhões de euros/R$ 493 milhões) e Dani Olmo (50 milhões de euros/R$ 308 milhões) e os atacantes Mikel Oyarzabal (70 milhões de euros/R$ 431 milhões) e Marco Asensio (70 milhões de euros/R$ 215 milhões).

Desta lista, apenas o jogador do Real Madrid não entrou na convocação de Luis Enrique para a disputa da Eurocopa, quando os espanhóis caíram na semifinal para a campeã Itália.

play
0:36

Com ajuda de Matheus Cunha, Daniel Alves vira 'comissário de bordo' em viagem da seleção olímpica ao Japão

Via @CBF_Futebol | Dani Alves gastou o espanhol no microfone, enquanto Cunha deu as orientações aos passageiros

Após a Espanha, o Brasil é o país com mais jogadores na seleção,: o zagueiro Diego Carlos (45 milhões de euros/R$ 277 milhões), o lateral-esquerdo Abner (7,5 milhões de euros/R$ 46 milhões) e o atacante Richarlison (55 milhões de euros/R$ 339 milhões).

A seleção dos mais valiosos dos Jogos Olímpicos de Tóquio ainda contam com dois 'intrusos': o lateral-direito alemão Benjamin Henrichs (12 milhões de euros/R$ 74 milhões) e o meio-campista marfinense Franck Kessié (55 milhões de euros/R$ 339 milhões).

A seleção brasileira estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio nesta quinta-feira (22), contra a Alemanha, em Yokohama, com bola rolando a partir de 8h30 (horário de Brasília).

play
4:11

Ketleyn Quadros, do judô, e Bruno Rezende, do vôlei, serão os porta-bandeiras do Brasil em Tóquio: Relembre todos desde 1920

Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 acontece nesta sexta (23)