<
>

Virada surreal dos Chiefs desafiou estatísticas e fez técnico dos 49ers ter outro pesadelo no Super Bowl

Sete minutos e 26 segundos sobrando para o fim do Super Bowl LIV. O San Francisco 49ers vencia o Kansas City Chiefs por 20 a 10 e estava perto de levar o título da NFL.

De acordo com as estatísticas da ESPN, naquele momento, o time de Jimmy Garoppolo tinha incríveis 95,3% de chances de vencer a partida.

Os Chiefs tinham a posse da bola, e na jogada seguinte, Patrick Mahomes encontrou Tyreek Hill com um passe de 44 jardas. A campanha terminou com o touchdown que marcou o começo da virada de Kansas City.

O momento não foi inédito para o técnico Kyle Shanahan, dos 49ers. No Super Bowl LI, em 2017, ele era o coordenador ofensivo do Atlanta Falcons em uma derrota histórica.

Naquela decisão, os Falcons chegaram a abrir 28 a 3 no placar. Com nove minutos para o fim do jogo, vencendo por 28 a 12, Atlanta tinha 99,6% de chances de vencer - mas a equipe perdeu na prorrogação.

Duas finais, duas derrotas, dois pesadelos para Shanahan na lateral do gramado.