<
>

NFL Power Ranking: Chiefs, Patriots e as grandes forças no início da temporada 2019

play
Brady 'senhor dos anéis', Mahomes MVP e Saquon Barkley calouro do ano: relembre os números da NFL em 2018 (2:15)

Nas vésperas do início da nova temporada, o ESPN.com.br destaca os principais acontecimentos da última (2:15)

A corrida pelo Super Bowl LIV está prestes a começar. Mas quais times da NFL começam a temporada mais fortes?

O New England Patriots tem forças para vencer mais um título? O Los Angeles Rams ainda é o grande rival? Ou será que Patrick Mahomes vai dominar a liga com o Kansas City Chiefs?

Nossos especialistas analisarem os times e, em conjunto (mas é claro que com muita discussão) chegaram à esta ordem de força. Confira:

32. Miami Dolphins
Campanha em 2018: 7-9

Os Dolphins estão oficialmente em reconstrução total. O time trocou o left tackle Laremy Tunsil, uma das (poucas) boas peças do time, para o Houston Texans por escolhas de draft. E com Ryan Fitzpatrick como quarterback titular, é claro que a cabeça da franquia já está no ano que vem.

- Matheus Zucchetto


31. Arizona Cardinals
Campanha em 2018: 3-13

Donald + Matthews, Wagner + Clowney e Ford + Bosa, tudo isso pelo menos duas vezes na temporada cada. Kyler Murray precisará mostrar todo seu jogo de cintura logo em seu primeiro ano, isso se quiser se manter inteiro. Apesar de ainda contar com bons veteranos, como David Johnson e Larry Fitzgerald, o time é muito limitado e não deve ir muito longe.

- Andrei Paternostro


30. Cincinnati Bengals
Campanha em 2018: 6-10

Pouco mudou em termos de elenco nos Bengals, que perderam 10 jogos em 2018. Se a equipe foi dizimada por lesões na última temporada, esta já começou com sua estrela AJ Green tendo que operar o tornozelo. No primeiro ano de Zac Taylor como técnico principal (a era Marvin Lewis finalmente acabou), o mais provável é que Cincinnati inicie um processo de reconstrução a longo prazo.

- Matheus Sacramento


29. New York Giants
Campanha em 2018: 5-11

Poderíamos reduzir os Giants a um nome: Saquon Barkley. O running back é a esperança do futuro da franquia, que trocou Odell Beckham Jr. e apostou no questionável Daniel Jones no draft. Agora, o quarterback calouro vai tentar aprender sob a tutela de Eli Manning - mas não se assuste se ele acabar a temporada como titular.

- Zucchetto


28. Washington Redskins
Campanha em 2018: 7-9

Os Redskins não são um time muito empolgante. Podemos resumir as esperanças do time em Derrius Guice, running back que volta a jogar depois de lesão no joelho na temporada passada, e Dwayne Haskins, quarterback calouro que mostrou seu potencial na universidade - mas que deve começar 2019 no banco de Case Keenum.

- Zucchetto


27. Oakland Raiders
Campanha em 2018: 4-12

Uma das novelas favoritas dos fãs de drama ao redor da NFL. Oakland ainda não parece estar no caminho certo cada vez mais próximo da mudança para Las Vegas. Mas a vinda de Antonio Brown certamente traz mais holofotes e melhora a qualidade técnica. Mas o time é deficitário ainda.

- Gustavo Faldon


26. Buffalo Bills
Campanha em 2018: 6-10

Nunca é fácil acreditar nos Bills. Josh Allen, quarterback do time, teve um bom final de temporada em 2018, mas ainda precisa evoluir muito com seus passes. Se isso acontecer - e a defesa seguir forte -, Buffalo pode surpreender.

- Zucchetto


25. Tampa Bay Buccaneers
Campanha em 2018: 5-11

Os Buccaneers foram horríveis em 2018, ganhando só 5 de 16 jogos. E não dá para dizer que o time se reforçou, perdendo titulares importantes como DeSean Jackson e Gerald McCoy para 2019. Mesmo com o novo técnico Bruce Arians, que tem bom retrospecto, Tampa Bay deve ser um coadjuvante na forte divisão da NFC Sul.

- Sacramento


24. New York Jets
Campanha em 2018: 4-12

Sam Darnold indo para seu segundo ano e ganhando "apenas" LeVeon Bell para ajudá-lo. O ataque dos Jets gera esperança e está em outro patamar nesta temporada, ainda mais com seu novo técnico principal, que vem de formação ofensiva. Mas... Foram apenas 4 vitórias em 2018. Será que Adam Gase, demitido dos Dolphins, é capaz de comandar uma transformação em Nova York?

- Sacramento


23. Detroit Lions
Campanha em 2018: 6-10

O ano pode decidir a vida do treinador Matt Patricia. Se o time continuar tendo problemas e ficar fora da briga pelos playoffs mais uma vez – mesmo em uma divisão com três bons rivais -, não é tão difícil imaginar que os Lions podem pensar em mudança no cargo.

- Zucchetto


22. Tennessee Titans
Campanha em 2018: 9-7

Tennessee tem uma defesa invejável, um ótimo jogo corrido, boas peças no corpo de recebedores, um treinador que impressionou em seu primeiro ano... Mas falta um quarterback. Marcus Mariota não passa confiança mais para nenhum torcedor, e o recém-chegado Ryan Tanehill não deixou saudades em Miami. Os Titans prometem ser - outra vez - um time de muitos altos e baixos.

- Sacramento


21. Indianapolis Colts
Campanha em 2018: 10-6

Os Colts terminam a pré-temporada em baixa, isso não é novidade. A aposentadoria de Andrew Luck afeta profundamente um time que pensava em Super Bowl. Mas se Jacoby Brisset jogar em nível razoável, Indianapolis ainda pode sonhar com a pós-temporada.

- Zucchetto


20. Denver Broncos
Campanha em 2018: 6-10

Uma defesa ainda temida, mas um ataque com mais pontos de interrogação do que certezas. O Denver Broncos começa sua reconstrução, mas não é garantia nenhuma que Joe Flacco termina o ano como titular.

- Faldon


19. San Francisco 49ers
Campanha em 2018: 4-12

“O Sonho Dourado… O Retorno”. Este seria o nome perfeito para um filme desta temporada dos 49ers. Depois de um ano dizimado por lesões, a equipe recuperou seus principais jogadores e adicionou peças importantes, como Tevin Coleman e Dee Ford. Sob a batuta do ótimo Kyle Shanahan, Jimmy Garoppolo tem tudo para voltar a sua melhor forma e enfim entregar aquilo que se espera dele.

- Paternostro


18. Jacksonville Jaguars
Campanha em 2018: 5-11

Nick Foles foi MVP do Super Bowl em fevereiro de 2018 e é uma contratação que traz muita esperança a Jacksonville, que ainda conta com Leonard Fournette. Mas aquela defesa que quase parou os Patriots na final da AFC há dois anos mudou bastante. Peças fundamentais, como Jalen Ramsey, AJ Bouye, Calais Campbell e Myles Jack precisarão jogar muito para dar uma chance de playoffs aos Jaguars.

- Sacramento


17. Carolina Panthers
Campanha em 2018: 7-9

Cam Newton está em declínio, a defesa sofreu com grandes perdas, o corpo de recebedores precisa de mais profundidade, mas Christian McCaffrey e Luke Kuechly ainda são muito bons. Os Panthers precisam de um time mais equilibrado para voltar aos playoffs.

- Faldon


16. Atlanta Falcons
Campanha em 2018: 7-9

Matt Ryan, Julio Jones e Devonta Freeman são capazes de levar o time aos playoffs. O setor defensivo quando está saudável pode ajudar a colocar o time de volta à pós-temporada. Mas pensar em título ainda parece um pouco distante.

- Faldon


15. Minnesota Vikings
Campanha em 2018: 8-7-1

Dalvin Cook é a grande esperança dos Vikings. Se o running back fizer uma grande temporada, Minnesota pode brigar pela divisão Norte da NFC mais uma vez – afinal, tê-lo em alto nível ajudaria Kirk Cousins a ter uma vida mais tranquila.

- Zucchetto


14. Houston Texans
Campanha em 2018: 11-5

A lesão de Lamar Miller é um problema para os Texans. Sem o principal running back para a temporada, Duke Johnson terá de ser a solução. Mesmo assim, Houston ainda conta com a dupla Deshaun Watson e DeAndre Hopkins – além de uma defesa com ótimos nomes – para brigar novamente pela divisão.

- Zucchetto


13. Baltimore Ravens
Campanha em 2018: 10-6

Baltimore é o atual campeão da divisão AFC Norte e isso tem que ser respeitado. A defesa, grande fortaleza do time, trocou algumas peças e o ataque dependerá demais da evolução do segundo anista Lamar Jackson, que se destacou mais em 2018 por correr com a bola do que por passá-la. Se o QB evoluir, os Ravens estarão na luta por pós-temporada.

- Sacramento


12. Dallas Cowboys
Campanha em 2018: 10-6

O que vai acontecer com Ezekiel Elliott? O running back ficou fora do time durante toda a pré-temporada e, ao que tudo indica, não vai jogar enquanto não renovar seu contrato. Mas se ele voltar, os Cowboys devem brigar com os Eagles pelo título da divisão.

- Zucchetto


11. Seattle Seahawks
Campanha em 2018: 10-6

Dá para dizer que Seattle se reconstruiu rapidamente em 2018. A linha ofensiva evoluiu e, com mais tempo, Russell Wilson pode agora mostrar todo seu talento. Tyler Lockett e Chris Carson são as principais armas do ataque, que também conta com bons tight ends. Bobby Wagner está em seu auge e, agora com Jadeveon Clowney ao seu lado, a dupla deve ser um pesadelo para os ataques adversários.

- Paternostro


10. Pittsburgh Steelers
Campanha em 2018: 9-6-1

O grande reforço dos Steelers para 2019 é, na realidade, uma ausência. Com um vestiário conturbado na última temporada, Pittsburgh agora se livrou das controvérsias envolvendo Antonio Brown e LeVeon Bell. Com as suas saídas, porém, perdeu uma enorme quantidade de talento. Se a paz reinar, a equipe tem qualidade para brigar por playoffs na AFC.

- Sacramento


9. Cleveland Browns
Campanha em 2018: 7-8-1

Difícil encontrar um time no qual se deposite mais expectativa do que os Browns. Motivo de piada na NFL há decadas, Cleveland finalmente encontrou um grande quarterback na última temporada. Mas Baker Mayfield não está sozinho: a equipe de Ohio se reforçou tremendamente para 2019, com nomes como Odell Beckham Jr. Agora vai?

- Sacramento


8. Chicago Bears
Campanha em 2018: 12-4

Mais uma vez, tudo se resume a Mitchell Trubisky. Os Bears chegam na temporada com uma das melhores defesas da liga e várias armas no ataque, mas o limite do time é o mesmo de seu quarterback.

- Zucchetto


7. Los Angeles Chargers
Campanha em 2018: 12-4

Depois do co-irmão da cidade ter chegado ao Super Bowl no ano passado, o Los Angeles Chargers começa 2019 buscando, e em condições, de alcançar o mesmo objetivo. Uma guerra com Melvin Gordon ainda precisa ser solucionado, mas com um ataque forte e uma defesa recheada de grandes nomes, os Chargers chegam como um dos favoritos na AFC.

- Faldon


6. Green Bay Packers
Campanha em 2018: 6-9-1

Matt LaFleur é o novo treinador dos Packers, Aaron Rodgers está saudável, e a presença do quarterback – atuando em bom nível – costuma ser sinônimo de playoffs. Green Bay, na teoria, já tomou o lugar dos Vikings na divisão Norte da NFC e deve brigar por pós-temporada com os Bears.

- Zucchetto


5. Philadelphia Eagles
Campanha em 2018: 9-7

Carson Wentz está saudável. E, quando isso acontece, os Eagles sempre aparecem entre um dos favoritos ao Super Bowl. O time também se reforçou em posições necessárias, como com a chegada do running back Jordan Howard, e é uma das forças para a temporada 2019.

- Zucchetto


4. New Orleans Saints
Campanha em 2018: 13-3

New Orleans esteve a um erro de arbitragem do Super Bowl na última temporada. A equipe que venceu 13 de 16 jogos no ano passado chega para 2019 como uma das favoritas. O elenco é muito parecido e repôs as posições nas quais sofreu perdas. Com Drew Brees vindo de uma campanha a qual se considerou premiar com um MVP, as esperanças dos Saints estão lá no topo.

- Sacramento


3. Los Angeles Rams
Campanha em 2018: 13-3

Jared Goff ainda não é totalmente confiável, Todd Gurley parece não estar 100% fisicamente e a linha ofensiva perdeu nomes de peso, mas mesmo assim os Rams seguem no topo. McVay é brilhante e deve voltar mais sedento ainda após chegar tão perto do Vince Lombardi. Uma secundária melhor e um Aaron Donald formam uma defesa sólida e mais difícil de ser batida.

- Paternostro


2. New England Patriots
Campanha em 2018: 11-5

Falar dos Patriots tem se tornado algo repetitivo: Bill Belichick reformulou o elenco do time mais uma vez, e apesar da aposentadoria de Rob Gronkowski, o torcedor se empolgou com o retorno do wide receiver Josh Gordon. Como sempre, tudo se resume a Tom Brady, que, aos 42 anos, segue impressionando.

- Zucchetto


1. Kansas City Chiefs
Campanha em 2018: 12-4

Um dos favoritos ao título. Com Patrick Mahomes, Tyreek Hill, uma defesa melhor e Andy Reid. Espere placares altos e jogos emocionantes de Kansas City, que ficou a um passo do Super Bowl no ano passado.

- Faldon