<
>

Indianapolis Colts vai deixar R$ 102 milhões como 'presente de despedida' para Andrew Luck

O Indianapolis Colts poderia requerer US$ 24,8 milhões (R$ 102,28 milhões) do quarterback Andrew Luck, que anunciou a aposentadoria neste sábado. Porém, de acordo com Adam Schefter, da ESPN, a franquia chegou a um acordo com o ex-jogador e não pedirá um centavo sequer.

De acordo com uma fonte da NFL, os Colts estão essencialmente dizendo para Luck ficar com todo o dinheiro, mesmo tendo o direito de pedir isso de volta. O acordo foi feito no fim da semana passada, de acordo com alguém que esteve próximo às conversas.

Luck poderia ter que devolver aos Colts US$ 12,8 milhões (R$ 52,79 milhões) como parte proporcional do bônus pela assinatura de seu contrato, a extensão de cinco anos assinada em 2016, e outros US$ 12 milhões (R$ 49,49 milhões) de bônus por fazer parte do elenco que foram pagos em março.

Indianapolis, contudo, tomou a decisão de deixar o dinheiro com o jogador por entender tudo o que Luck fez pela franquia e as pancadas que levou. Schefter afirma que, de forma oficial, é um presente de despedida.

Pouco depois da notícia da aposentadoria, Jim Irsay, dono dos Colts, estimou que Luck poderia estar perdendo meio bilhão de dólares em potenciais salários na NFL.

“É difícil, veja, ele está deixando potenciais US$ 450 milhões (R$ 1,8 bilhão) sobre a mesa. Quero dizer, meio bilhão de dólares, e ele está dizendo, ‘Quer saber, quero ter minha integridade. Quero poder olhar nos olhos do T.Y. (Hilton), olhar os companheiros, o treinador, o (GM) Chris (Ballard) e dizer que está 100% dentro’, e ele simplesmente não sente que pode fazer isso”.