<
>

NFL: Andrew Luck, quarterback do Indianapolis Colts, anuncia a aposentadoria aos 29 anos

Andrew Luck, quarterback do Indianapolis Colts, anunciou sua aposentadoria da NFL.

A informação foi divulgada pelo jornalista Adam Schefter, da ESPN, e confirmada pelo jogador de apenas 29 anos, que estaria desgastado mentalmente.

"Esta não é uma decisão fácil. Eu tenho estado preso neste processo. Não tenho conseguido viver a vida que eu gostaria. Isso tem tirado a alegria de jogar o jogo... o único jeito de seguir em frente é me removendo do esporte”, disse o jogador.

Depois de deixar o campo no jogo deste sábado contra o Chicago Bears, pela pré-temporada, Luck ouviu vaias das arquibancadas. "Eu estaria mentindo se dissesse que não escutei as vaias. Machucou bastante", afirmou.

Tido como um dos mais promissores de sua geração, Luck foi escolhido no draft da NFL em 2012. Com o peso de substituir a lenda Peyton Manning, ele conseguiu levar o Indianapolis Colts aos playoffs por quatro vezes.

Luck também foi selecionado quatro vezes para o Pro Bowl.

Após começar a ter problemas no ombro direito em 2015, ele seguiu jogando por duas temporadas antes de ser operado, em janeiro de 2017.

Luck conseguiu retornar de forma triunfal na última temporada - após 586 dias longe dos gramados - e ganhou o prêmio "Comeback Player of the Year Award".

Em 2019, porém, ele reclamou de uma contusão na perna, que o fez perder quase todo o trainning camp e não participar do início da pré-temporada. Segundo Adam Schefter, o novo quarterback dos Colts é Jacoby Brissett.

Apaixonado por futebol

Andrew Luck, porém, tem uma história peculiar, longe do futebol americano. Em entrevista à revista GQ em abril de 2014, o quarterback revelou que gosta mesmo é de assistir ao futebol tradicional nos seus momentos de folga.

"Eu cresci na Europa (morou na Inglaterra e na Alemanha), e o futebol foi o primeiro jogo que eu joguei. Quando nós nos mudamos para os Estados Unidos, na quarta série, mudei para o futebol americano e parei de jogar competitivamente até a universidade, quando joguei (futebol) só dentro da faculdade", explicou o jogador.

O pai de Andrew, o também ex-QB Oliver Luck, foi dirigente do Houston Dynamo, equipe da Major League Soccer (MLS), e o jogador dos Colts revelou ser torcedor da equipe "sempre e para sempre". No entanto, ele afirmou que gosta de assistir a partidas de atletas norte-americanos, principalmente na Premier League.