<
>

Francis Ngannou dá aviso direto e UFC 270 pode ser seu último: 'Acabou'

play
Prestes a estrear no UFC, brasileiro relembra quando trabalhou de pedreiro e ganhava R$ 35 por dia: 'Só da luta não dava' (1:12)

Joanderson 'Tubarão' concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (1:12)

Campeão linear dos pesos-pesados vai enfrentar Cyril Gane no dia 22 de janeiro e quer uma valorização por parte do UFC antes de retornar ao octógono


Em meio a um impasse com o UFC sobre a renovação de seu contrato, Francis Ngannou não garante que vai continuar na principal organização de MMA do mundo após sua participação no UFC 270, no dia 22 de janeiro.

Em entrevista à ESPN, o campeão linear dos pesos-pesados disse que vai buscar uma valorização maior após lutar com Cyril Gane pela unificação do cinturão – se vencer, seu contrato será renovado automaticamente, mas ele não pretende voltar ao octógono com os termos atuais.

Eu não lutarei mais por 500 mil, 600 mil [dólares]. Quero dizer que acabou. Eu peguei essa luta por uma razão pessoal porque, independentemente de ser justo, posso argumentar que cumpri as lutas”.

Uma das expectativas de Ngannou para renovar seu contrato com o UFC, ou assinar com outra organização de MMA, é poder lutar no boxe. O camaronês de 35 anos quer que isso esteja estipulado em seu próximo acordo.

“Sim, 100%. Nós temos discutido isso por um ano e parece que eles estavam bem com isso porque, vamos ser honestos, eu acredito que qualquer evento que você estiver fazendo, seja no boxe… Quando o UFC está envolvido, ele fica maior. Sem dúvidas”.

play
1:12

Brasileiro do UFC, Joanderson 'Tubarão' relembra tempos de briga em baladas: 'Senti uma cadeirada'

Joanderson 'Tubarão' concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br