<
>

UFC 253: Lenda fica com corte enorme, cara amassada e toma mais um banho de sangue em outra derrota

play
Novo banho de sangue no UFC! Diego Sanchez fica 'manchado' de tanto apanhar mais uma vez; relembre as outras (0:47)

No UFC 253, ele foi superado por Jake Matthews (0:47)

Uma das lendas do esporte, Diego Sanchez é praticamente sinônimo de sangue no UFC. O problema para ele é que ele tem se acostumado em estar do lado errado da batalha. Neste sábado, ele saiu de novo derrotado e de novo ‘pintado’ de vermelho. Melhor para o australiano Jake Matthews, que ficou com a vitória em uma avassaladora decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-26).

Aos 38 anos de idade, Sanchez foi o vencedor do primeiro The Ultimate Fighter, mas vem sofrendo com a força do tempo.

Não só pela idade: ele é o terceiro lutador que mais tempo ficou dentro de um octógono na história, somando todas as suas lutas.

Neste sábado, ele não mostrou muita resistência. A situação, porém, ficou pior no terceiro round.

Matthews abriu um corte no supercilio direito de Sanchez logo no começo do round, castigo com mais golpes no ground and pound e pintou o octógono com o sangue do rival.

Foi a 13ª derrota da carreira da Sanchez – ele tem outras 30 vitórias.

Já Jake Matthews fica com um cartel de 17 triunfos e quatro revezes.

“Eu venci Diego Sanchez. Isso é surreal! Eu tinha 11 anos e estava assistindo o TUF quando ele ganhou. É uma honra ter lutado com ele”, disse Matthews.

Veja todos os resultados do UFC 253:

CARD PRINCIPAL

Israel Adesanya (NIG) nocauteou Paulo Borrachinha (BRA) aos 3:59 do 2º round – pelo cinturão dos pesos médios
Jan Blachowicz (POL) nocauteou Dominick Reyes (EUA) aos 4:36 do 2º round – pelo cinturão vago dos meio-pesados
Brandon Royval (EUA) finalizou Kai Kara-France (NZL) com uma guilhotina a 0:48 do 2º round - moscas
Ketlen Vieira (BRA) venceu Sijara Eubanks (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) – galos feminino
Hakeem Dawodu (CAN) venceu Zubaira Tukhugov (RUS) na decisão dividida dos jurados (28-29, 30-27, 29-28) - penas

CARD PRELIMINAR

Brad Riddell (NZL) venceu Alex Leko (BRA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28) - leves
Jake Matthews (AUS) venceu Diego Sanchez (EUA) na decisão unânime dos jurados (30-26, 30-26 e 30-26) – meio-médios
Ludovit Klein (SVK) nocauteou Shane Young (NZL) aos a 1:16 do 1º do 1º round - penas
William Knight (EUA) venceu Aleksa Camur (EUA) na decisão unânime dos jurados (29-28, 30-27 e 30-27) – meio-pesados
Juan Espino (ESP) finalizou Jeff Hughes (EUA) com um neck crank aos 3:48 do 1º round - pesados
Danilo Marques (BRA) venceu Khadis Ibragimov (RUS) na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27) – meio-pesados