<
>

Mike Tyson chora ao relembrar polêmicas do passado: 'Tenho medo do monstro que eu era'

O mais jovem campeão mundial de boxe dos pesos-pesados. Prisões, violência, drogas e traumas. As marcas de uma carreira tão conturbada quanto brilhante ainda atormentam um dos maiores pugilistas da história, hoje com 53 anos. Na última quinta-feira (27), Mike Tyson desabafou em seu podcast ao relembrar seu passado.

“Tenho medo do monstro que eu era”, assumiu o veterano sem conter suas lágrimas no programa "Hotboxin’ with Mike Tyson", que foi acompanhado pelo ex-lutador "Sugar" Ray Leonard. Apesar da gloriosa trajetória de 50 vitórias, 44 nocautes em 58 lutas, o último episódio deixou claro os traumas e os arrependimentos que um ex-boxeador pode carregar. Envolvimento desde cedo com drogas, três anos preso por estupro, perda de familiares próximos e suspensões no boxe, incluindo o famoso caso da mordida na orelha de Evander Holyfield, foram alguns dos possíveis motivos.

“Esse cara está morto agora, mas não foi fácil. Ele não queria ir embora facilmente. Ele lutou, gritou, chorou e esperneou até morrer, sabe?”, descreveu o ex-lutador sobre seu “eu” do passado, que diz odiar e temer.

Tyson falou sobre ter sido criado para o combate e que, agora que a época dos holofotes passou, ele se sente vazio, um “nada”. “Conheço a arte de lutar. Conheço a arte da guerra. Foi tudo que eu estudei. Por isso, tenho tanto medo. Por isso, eles tinham medo de mim no ringue. Eu era um assassino, eu nasci para isso”, declarou o ex-campeão.

Sobre seu choro, algo não tão comum de se ver, ex-pugilista explicou que foi por não ser mais o cara que era antigamente. Ele declara ser um novo homem, após muitos arrependimentos. De acordo com ‘The Iron Man’, Leonard esteve ao seu lado em seu ápice, mas também mudou de vida, algo desafiador para Tyson.