<
>

Jon Jones diz estar de olho em Johnny Walker: 'Se fizer contra um top-5 o que está fazendo ficarei impressionado'

play
Jones revela conversa com Marreta e diz querer lutar no Brasil, mas não contra um brasileiro (1:00)

Os golpes do brasileiro chegaram a assustar o norte-americano, mas não foram suficientes para derrubar o campeão. (1:00)

A vitória apertada diante de Thiago Marreta no último final de semana foi nada menos que a sétima de Jon Jones contra um atleta brasileiro. E o próprio campeão já sabe: pode estar muito perto de enfrentar um outro atleta do país em breve. O norte-americano já admitiu que está de olho em Johnny Walker.

“Se ele fizer contra um cara top-5 o que está fazendo com os outros, eu estarei muito mais impressionado”, disse. “Mas ainda é difícil ver o quão bom ele é quando não está enfrentando os melhores”, completou.

De fato, Johnny Walker ainda não pegou nenhum nome tão expressivo no UFC. Mas impressionou demais pela forma como venceu as três lutas que fez na organização até agora. Foram três nocautes em um total somado de menos de três minutos.

As atuações impressionantes o fizeram ter uma ascensão meteórica na organização. Ele é o atual 12º do último ranking divulgado, ainda sem a atualização desta semana, e pode mesmo estar a uma ou duas vitórias da chance de disputar o cinturão.

O futuro de Jon Jones

Com o triunfo sobre Marreta, Jones agora já venceu quatro dos cinco lutadores do top-5 dos meio-pesados. Por isso, todo mundo fica na expectativa para que ele suba aos pesos pesados para enfrentar o vencedor de Daniel Cormier e Stipe Miocic.

O norte-americano até se mostrou disposto a isso, mas voltou a falar que quer mesmo ficar nos meio-pesados.

“Eu e o Daniel estamos dizendo a mesma coisa. Vai ser uma superluta. Quando o UFC estiver pronto, eles sabem que têm dois caras que querem lutar. Vão chegar até nós e dizer: ‘Aqui está o dinheiro’. Eu e o Daniel ficaremos felizes, com certeza”, diz Jones.

“Sim, com certeza (enfrentaria também Miocic). Eu prefiro lutar contra o Daniel, porque eu tenho a receita para vencê-lo. Mas para ser honesto, a minha paixão é aqui na divisão meio-pesado. Tem tantos caras chegando, muito trabalho a ser feito. Muitos acham que eu varri toda a divisão, mas eu não vejo assim. Tem muitos caras que me impressionam”, diz.

A expectativa de Jones é lutar ainda mais uma vez em 2019, em dezembro.