<
>

Eliminação do Santos para o Táchira é histórica, mas não algo inédito para o futebol brasileiro

Santos é o 3° clube brasileiro eliminado por um venezuelano em competições da Conmebol


Nesta quarta-feira (6), o Santos foi derrotado nos pênaltis pelo Deportivo Táchira, da Venezuela, e foi eliminado da Copa Sul-Americana. E a eliminação foi histórica para o Peixe, que nunca havia caído para uma equipe venezuelana em competições da Conmebol, mas não foi inédita para o futebol brasileiro.

Isso porque esta não foi a primeira vez que um time brasileiro foi eliminado por um venezuelano em competições da Conmebol na história, e sim a terceira.

Na primeira ocasião, o algoz foi o Deportivo Italia, que eliminou o Bahia na fase preliminar da Conmebol Libertadores de 1964. Foram dois jogos entre as equipes, que empataram o primeiro por 0 a 0, mas no segundo os venezuelanos eliminaram o Tricolor de Aço após vitória por 2 a 1.

30 anos depois, o Minervén eliminou o Botafogo na primeira fase da Copa Conmebol de 1994. Na ida, empate por 1 a 1 e, na volta, após nova igualdade no placar (0 a 0), os venezuelanos venceram por 5 a 4 nas penalidades.

Com a classificação histórica assegurada sobre o Santos, o Táchira agora encara o vencedor do duelo entre Lanús-ARG e Independiente del Valle-EQU, nas quartas de final da competição.

O Táchira se classificou para a Sul-Americana após cair na fase de grupos da Conmebol Libertadores, terminando em no grupo A, o mesmo do Palmeiras.