<
>

Di María revela enorme surpresa que teve ao ver escalação da Argentina antes da final da Copa do Mundo

Di María comemora após marcar para a Argentina sobre a França Maja Hitij/FIFA via Getty Images

Em entrevista à ESPN para a série "Campeões, um ano depois", exclusiva para Star+ na Argentina e restante da América Latina, com chegada ao Brasil ainda sem data, o meia-atacante Di María relembrou a surpresa que teve antes da final da Copa do Mundo 2022, vencida pela Argentina sobre a França.

O atual jogador do Benfica relatou que ficou boquiaberto depois de receber o plano tático das mãos do técnico Lionel Scaloni. Ao olhar o campinho, ele viu que não estava do lado direito do ataque, onde sempre se acostumou a jogar, e imaginou que o técnico iria deixá-lo no banco de reservas.

Foi só depois de ficar desnorteado que ele acabou olhando novamente a formação tática e notou que estava escalado como titular, mas na ponta esquerda.

"Quando saiu a escalação para a final, eu olhei do lado direito (do campinho tático), vi que não estava e achei que não ia jogar, que ia para o banco. Só depois eu vi que estava pela esquerda. (A decisão de Scaloni) Foi uma surpresa até para mim", disse Di María, deixando claro que o plano do treinador para derrubar os Bleus foi realmente top secret - até mesmo para os jogadores.

O Fideo, aliás, era uma das grandes dúvidas da Argentina antes da grande decisão. Ele havia se lesionado em duelo da fase de grupos, contra a Polônia e foi poupado nas oitavas. Depois, jogou alguns minutos contra a Holanda, nas quartas, mas sua recuperação para a finalíssima era incerta para todos... Menos para a comissão técnica.

Com a confiança de Scaloni, Di María teve grande atuação na final, fazendo o 2º gol da Albiceleste e sendo uma das grandes figuras da partida.

"Nos dias prévios ao jogo, o Scaloni não me disse nada (sobre ser titular). Ele só me perguntava dia após dia como eu estava me sentindo. Dois dias antes da final, eu disse que estava bem. No dia antes, ele voltou a me consultar e eu respondi a mesma coisa, mas, depois disso, ele não disse mais nada", lembrou.

Passada a surpresa ao saber que seria titular pela esquerda, o craque também revelou como foi a conversa pré-jogo.

"O Scaloni me disse que por esse setor eu poderia fazer a diferença, pois ia me divertir jogando por ali. Falou qeu havia um defensor nessa zona do campo que era mais zagueiro central do que lateral, e que poderíamos fazer uma grande diferença por ali", rememorou.

"A verdade é que o plano saiu perfeito. Duro o que ele planejou na preleção aconteceu na parida", exaltou.