<
>

Lage desabafa, diz que torcida procura responsável se Botafogo não for campeão e 'entrega cargo': 'Está à disposição'

O Botafogo perdeu para o Flamengo por 2 a 1, neste sábado (22), pela 22ª rodada do Brasileirão Apesar da distância de 11 pontos para o Palmeiras, vice-líder, o clima esquentou no Nilton Santos, com Bruno Lage entregando o cargo.

O português fez um longo pronunciamento e se irritou com a pressão em cima dos jogadores. Segundo ele, já tratam o time como campeão brasileiro e disparou contra a torcida, que, na visão de Lage, o trata como 'responsável' caso o título não venha. Ao fim do desabafo, o comandante entregou o cargo.

"Desde o primeiro dia, tenho sido questionado em tudo. O Botafogo já está campeão, se tiver algo pelo caminho foi você que estragou. Essa pressão acontece desde o primeiro dia, aguento ela de forma tranquila. Vai vir sempre essa coisa 'o que o Bruno Lage vai fazer'. Se o treinador que começou a temporada tivesse aqui hoje, o que aconteceu não teria acontecido. Por que eu vim? Um treinador que estava aqui aceitou outro projeto, saiu daqui 'já campeão'. Assim como cito os torcedores, já estão no modo campeão. E querem encontrar um indivíduo (como culpado) caso o time não seja campeão. Isso é uma coisa que é fácil de lutar. Eu aguento essa pressão de forma natural", disparou Lage, que completou.

"Sinto que fui muito desejado, escolhido, mas sinto que neste momento essa pressão que cai sobre mim em aguento facilmente, mas a pressão de olharem só o meu percurso, essa pressão é uma pressão que não é necessária para os jogadores. O que os jogadores têm feito até aqui não permite ter (essa pressão). Tive empates fora para somar pontos e aumentar a distância. E o mesmo assim não era suficiente. As pessoas fazem questão de 'somos campeões'. Vamos olhar o que esse indivíduo vai fazer. Eu aguento a pressão, mas só olharem para o meu percurso é uma pressão nos jogadores. Não admito".

"Não falei com ninguém, coloco meu lugar à disposição do diretor, do presidente. Tenho contrato com o Botafogo até dezembro. Tem prêmios garantidos, Libertadores, tenho prêmio de campeão, mas não tenho problema em abdicar, não sou preso a dinheiro, mas não quero a pressão em mim seja jogada nos jogadores. Meu cargo está à disposição dos diretores. Boa noite", finalizou.

Classificação do Brasileirão:

  • Botafogo: líder com 51 pontos

  • Flamengo: 3º colocado com 39 pontos

Próximos jogos do Botafogo: