<
>

Lewandowski 'dá o troco' em Messi, fatura o bi do The Best, da Fifa, e entra para galeria que tem CR7, Ronaldinho e outros

play
Lewandowski demonstra 'talento desconhecido' em outro esporte; assista e surpreenda-se (0:12)

Lewandowski tem futuro na sinuca? (0:12)

Polonês do Bayern de Munique desbancou o astro argentino após ser vice na Bola de Ouro, da France Football, e faturou o troféu pelo segundo ano seguido


Robert Lewandowski fez valer nesta segunda-feira (17) o ditado popular "nada como um dia após o outro". É que o atleta do Bayern de Munique foi coroado como o melhor jogador do mundo na temporada 2020/2021 no prêmio Fifa The Best, realizado em Zurique, na Suíça, dando uma espécie de 'troco' em ninguém menos que Lionel Messi, segundo colocado agora e que em novembro passado levou a Bola de Ouro, entregue pela revista francesa France Football, batendo justamente o polonês, que ficou com o vice. Lewa agora é bi, já que também ganhou a honraria da Fifa no ano passado.

Além do argentino, o polonês de 33 anos também desbancou o egípcio Mohamed Salah, do Liverpool, o último finalista.

Em 2020, ano em que a Bola de Ouro da France Football não foi entregue, Lewa faturou pela primeira vez o The Best. Novamente vencedor do prêmio entregue pela Fifa, ele ainda entrou na galeria dos jogadores campeões de forma seguida em premiações da entidade máxima do futebol.

Além dele, apenas Messi, Cristiano Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho e Ronaldo Fenômeno já conquistaram uma premiação de melhor do mundo entregue pela Fifa em dois anos seguidos. Inclusive, o argentino tem o 'tetra' na premiação, já que ganhou todas as edições entre 2009 e 2012.

Para eleger Lewandowski melhor do mundo, foi avaliado o período que vai de outubro de 2020 a agosto de 2021. Fizeram parte da votação técnicos e capitães representantes de seleções, jornalistas e o público em geral.

Na temporada 2020/21, o polonês disputou 40 jogos pelo Bayern e anotou incríveis 48 gols, com média superior a um gol por partida. Além disso, contribuiu com 8 assistências.

Na Bundesliga, ele não só terminou com o seu sétimo título conquistado da competição, como também mais uma vez na artilharia. Foram 41 gols em 29 jogos, quebrando um recorde histórico que até então pertencia a Gerd Müller, com 40 gols.

play
0:12

Lewandowski demonstra 'talento desconhecido' em outro esporte; assista e surpreenda-se

Lewandowski tem futuro na sinuca?

Além do Campeonato Alemão, Lewandowski ainda foi campeão do Mundial de Clubes, da Fifa, da Supercopa da Alemanha e da Supercopa da Uefa.

Apenas a serviço da seleção polonesa que o atacante deixou a desejar, com uma campanha ruim na Euro 2020, na qual o país foi eliminado ainda na fase de grupos, sem vitórias. Na época, inclusive, o português Paulo Sousa, atual técnico do Flamengo, ainda comandava a Polônia.

Vale lembrar que entre 2010 e 2015, o prêmio de melhor do mundo foi unificado entre Fifa e France Football. A partir de 2016, as premiações voltaram a ser unilaterais, com dois prêmios distintos.