<
>

Em tom de despedida, Renato Gaúcho chora no vestiário e dá a entender que deixará o Flamengo após vice da Libertadores

Renato Gaúcho deixou a entender aos jogadores do Flamengo que não continuará no comando do clube após o vice-campeonato da Libertadores


A diretoria do Flamengo ainda não fala abertamente sobre o futuro de Renato Gaúcho, mas, se depender do tom adotado pelo técnico logo após a derrota para o Palmeiras, na final da Conmebol Libertadores, a saída é apenas uma questão de tempo.

Na chegada ao vestiário, após a derrota por 2 a 1 na prorrogação, Renato ficou bastante emocionado, chorou e usou palavras como se estivesse se despedindo dos jogadores. A informação foi publicada pelo ge e confirmada pela ESPN.

"Foi um prazer trabalhar com vocês", chegou a dizer Renato Gaúcho, que tem contrato até o fim de dezembro e convive com bastante pressão por não ter conquistado nenhum título desde que assumiu o Flamengo.

Ainda durante o rápido bate-papo com os jogadores, Renato passou forças a Andreas Pereira, que perdeu a bola para Deyverson no lance que decidiu a final, e elogiou o elenco rubro-negro, além de pedir desculpas aos que não deu tantas oportunidades.

Com Renato, o Flamengo chegou à final da Libertadores, à semifinal da Copa do Brasil e está na vice-liderança do Campeonato Brasileiro. O trabalho, porém, é questionado além dos resultados, mas pela dificuldade que o time tem de se impor coletivamente sobre os adversários.

Segundo apuração da ESPN, a saída do treinador é discutida pela alta cúpula da diretoria flamenguista, que, hoje, não tem nem a certeza de que Renato Gaúcho terminará o Brasileirão no comando do clube, que ainda tem chance de ser campeão nacional.