<
>

Time que pagou R$ 70 milhões por ex-São Paulo demite lenda e vive crise sem fim na MLS

play
NBA: Harden mostra arsenal ofensivo ainda mais absurdo em treino de pré-temporada; VEJA (1:03)

Na próxima semana, Brooklyn Nets, de Harden, já tem os primeiros amistosos - via @cbrickley603 | CLIQUE AQUI e assista ao melhor da NBA AO VIVO pela ESPN no Star+ (1:03)

Time de Brenner na Major League Soccer, o FC Cincinnati não vai bem na temporada. A equipe, que pagou 13 milhões de dólares (R$ 70 milhões na cotação atual) pelo ex-atacante do São Paulo em fevereiro, está em crise e demitiu seu técnico nesta segunda-feira.

O fã de esporte assiste ao clássico entre LA Galaxy e Los Angeles FC neste domingo (3) ao vivo pela ESPN no Star+. Clique aqui para mais informações.

O treinador era ninguém menos que Jaap Stam, lenda do futebol holandês. O ex-zagueiro, campeão da Champions League pelo Manchester United em 1999, estava à frente do clube desde maio de 2020, mas não conseguiu fazer o time jogar bem.

Pior time da MLS em 2020, o Cincinnati está na vice-lanterna da Conferência Leste, à frente apenas do Toronto FC, principal decepção da temporada. Após 25 jogos, a equipe azul e laranja tem 20 pontos, 17 a menos que o Montreal, 7º colocado e primeiro time em posição de classificação para os playoffs.

Com Stam, o time de Ohio perdeu mais da metade das partidas que disputou. Foram 26 derrotas em 47 jogos, com apenas 8 vitórias e 13 empates durante a gestão do ex-zagueiro holandês. O novo técnico será o interino Tyrone Marshall, que comanda a equipe sub-19.

Apesar do desempenho ruim, o Cincinnati esperava resultados melhores. Após dois anos na lanterna da MLS, o time contratou uma série de reforços para a temporada de 2021, mas vai tendo outra temporada na parte baixa da tabela.

O principal reforço foi o centroavante Brenner. O Cincinnati desembolsou 13 milhões de dólares (R$ 70 milhões) pelo ex-são-paulino, que correspondeu com sete gols e duas assistências em 25 jogos, todos como titular.

Outro reforço de peso foi o meia Luciano Acosta, formado na base do Boca Juniors. O clube pagou 2,7 milhões de dólares (R$ 14,6 milhões) para tirá-lo do Atlas, do México, e o argentino é o líder em participações em gols da equipe, com cinco bolas na rede e oito assistências em 23 partidas.

Por outro lado, a defesa tem sido um grande problema. Em 25 rodadas, o Cincinnati sofreu 48 gols, segunda pior marca da liga. A única defesa pior é a do Toronto, que foi vazada 51 vezes em 26 jogos.

Ainda sonhando com uma arrancada em busca de sua primeira participação nos playoffs, o Cincinnati volta a campo em confronto direto com o Toronto, no Canadá, nesta quarta-feira (29) às 20h00 (de Brasília). A equipe canadense tem outro jogador formado no São Paulo: o lateral-direito Auro.

play
1:03

NBA: Harden mostra arsenal ofensivo ainda mais absurdo em treino de pré-temporada; VEJA

Na próxima semana, Brooklyn Nets, de Harden, já tem os primeiros amistosos - via @cbrickley603 | CLIQUE AQUI e assista ao melhor da NBA AO VIVO pela ESPN no Star+