<
>

Daniel Alves recusa oferta salarial do Fluminense e segue sem clube uma semana após deixar São Paulo

O futuro de Daniel Alves parecia ser o Fluminense, mas a negociação entre o lateral-direito e o clube carioca chegou a um impasse financeiro na noite desta quinta-feira (23).

O ex-jogador do São Paulo não aceitou a oferta salarial do Flu, que pretendia pagar entre R$ 650 mil e R$ 750 mil a Daniel Alves, por um contrato de duas temporadas. O veterano quer R$ 1 milhão mensais.

A informação foi publicada inicialmente pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, e confirmada pelo repórter Cícero Mello, dos canais Disney.

Daniel Alves, agora, tem apenas um dia para acertar com qualquer clube brasileiro e ser regularizado a tempo, já que as inscrições para o Campeonato Brasileiro se encerram nesta sexta-feira (24).

O lateral-direito está sem clube há uma semana, desde que aceitou um acordo para rescindir com o São Paulo. O clube paulista, para se ver livre do alto salário de R$ 1,5 milhão mensais do ex-camisa 10, pagará a dívida que tem com ele em 60 parcelas, a partir de janeiro de 2022.

Desde então, o nome de Daniel Alves circula no mercado, mas sem acerto. Internacional, Coritiba, Athletico-PR, Flamengo e Fluminense foram citados como possíveis destinos. Quem parecia mais perto era o Flu, que agora só voltará a carga pelo jogador se houver uma mudança nos parâmetros financeiros.

Outra opção do lateral de 38 anos é jogar no exterior, em mercados mais periféricos, já que as grandes ligas estão com janelas fechadas. O estafe de Daniel Alves admitiu ter recebido ofertas estrangeiras, mas a vontade do jogador de se manter em evidência para jogar a Copa do Mundo de 2022 fala mais alto no momento.