<
>

Campeão pelo Flamengo diz: 'Hoje o time ganha títulos, mas o mais importante foi o Brasileiro-2009'

play
'A chegada do Renato Gaúcho mudou muita coisa no Flamengo; a gente sentiu a energia', afirma Vitinho (2:31)

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, o jogador rubro-negro rasgou elogios ao treinador: 'É um cara sensacional!' (2:31)

Ao ver o Flamengo enfrentar o Grêmio, neste domingo, será impossível para Willians não se recordar do duelo das duas equipes válido pela última rodada do Brasileirão de 2009. O jogo marcou para o clube da Gávea o fim do jejum de 17 anos sem conquistar o principal título nacional.

Foi um dos maiores momentos da carreira do volante, que foi destaque do Santo André na Série B de 2008 e chegou ao time rubro-negro depois de ser disputado por vários gigantes do Brasil.

"Recebi uma oferta para voltar ao Santos, porque tinha feito boa parte da minha base na Vila Belmiro, São Paulo, Vasco e Botafogo. Estava quase tudo certo com o Santos, que tinha a maior proposta e tinha uma parceria com o Santo André. Mas o Cuca sempre falava com meu ex-empresário e conseguiu me levar para o Flamengo de última hora. Foi algo que eu nem esperava", contou o jogador, atualmente no Castanhal-PA, ao ESPN.com.br.

"O começo foi conturbado porque o Flamengo vinha há muitos anos sem vencer o Brasileiro. A gente tinha um ótimo time quando cheguei só tinha caras fenômenos e pensei: ‘Como eu vou jogar com esses caras?’ Mas eu acabei caindo nas graças da torcida e foi um ano histórico para mim de muitas conquistas", afirmou.

"Vínhamos de sete derrotas seguidas no Brasileiro, caiu o Cuca e o Andrade fechou com a gente. O Adriano jogou muita bola e o Petkovic chegou, sendo uma figura muito importante pra gente naquele ano. As coisas começaram a dar certo e assumimos a liderança do Brasileiro faltando umas cinco rodadas para o fim".

Na última rodada, o Flamengo venceu o Grêmio de virada por 2 a 1 e foi campeão brasileiro.

"Se a gente perde aquele título, não ia nem conseguir sair do Maracanã (risos). Eles vieram para ganhar e fizeram 1 a 0 no começo do jogo. Eu pensei: 'Maracanã desmoronou! Mas com disciplina e humildade saíram os dois gols e fomos campeões", disse.

Em três anos e meio de Flamengo, o volante também venceu duas vezes o Carioca.

"Até hoje quando estou no Rio de Janeiro as pessoas que me encontram me elogiam. Recebo muitas mensagens no Instagram. E todo mundo sabe que vesti a camisa por anos jogando e dando o meu máximo. Venci títulos! Isso é o mais importante. Hoje, o Flamengo está ganhando títulos, mas o mais importante foi o Campeonato Brasileiro de 2009 porque não vencia um Brasileiro desde 92! Tivemos essa proeza. Sou feliz e grato por isso até hoje".

O Flamengo volta a campo pela Conmebol Libertadores em 22 de setembro, contra o Barcelona de Guayaquil, às 21h30 (de Brasília), com transmissão pela ESPN no Star+. Para ter mais informações, clique aqui.

play
2:31

'A chegada do Renato Gaúcho mudou muita coisa no Flamengo; a gente sentiu a energia', afirma Vitinho

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, o jogador rubro-negro rasgou elogios ao treinador: 'É um cara sensacional!'

Sem planos de parar

Depois de sair do Flamengo, Willians rodou por Udinese, Internacional, Cruzeiro, Corinthians, Goiás, CRB, São Caetano, Goytacaz-RJ e Nova Mutum-MT até chegar ao Castanhal-PA para a disputa da Série D de 2021.

Depois de terminar na liderança do grupo, o time paraense busca eliminar o Moto Club-MA para avançar às oitavas de final, neste domingo. Na ida, os maranhenses venceram em São Luís por 2 a 0.

"Eu joguei no Campeonato de Mato Grosso e surgiu um convite para vir ao Castanhal. Tinha acabado de voltar e aceitei o desafio. Está sendo muito bom, estou sendo muito bem tratado e estou feliz. A expectativa é boa. O trabalho é muito bom com o nosso elenco, comissão técnica e diretoria. Mas estamos humildes, respeitamos todos os adversários e terminamos na liderança. Agora, é um outo campeonato e precisamos trabalhar para melhorar e classificar", afirmou.

Aos 35 anos, o volante não tem planos de aposentadoria, mas já sabe o que irá fazer depois que pendurar as chuteiras.

play
2:38

Vitinho revela 'segredo' do Flamengo multicampeão: 'Não tem vaidade'

'O Flamengo joga em função da equipe', disse o jogador rubro-negro em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

"Pretendo jogar até quando corpo dar uma chorada e quando tiver vontade, aquele arreio e poder jogar futebol. Não coloco um prazo para isso. Eu me preparo muito bem e treino muito forte para evitar lesões. Depois de encerrar eu quero ser treinador de futebol. Vou tentar pegar um pouco de cada grande treinador que tive na carreira para fazer meu estilo e estudar bastante", finalizou.