<
>

Internacional demite Miguel Ángel Ramírez após eliminação na terceira fase da Copa do Brasil

Miguel Ángel Ramirez não é mais o técnico do Internacional. O espanhol de 36 anos foi demitido do comando do Colorado nesta sexta-feira (11), após a derrota por 3 a 1 no Beira-Rio para o Vitória, que eliminou o clube gaúcho na terceira fase da Copa do Brasil após vencer o jogo de ida por 1 a 0. O técnico Osmar Loss assume de maneira interina.

Leia abaixo o comunicado do Internacional:

Miguel Ángel Ramírez não é mais técnico do Internacional. Também deixam o Clube o auxiliar técnico Martín Anselmi, o preparador físico Cristóbal Fuentes e o analista de desempenho Luis Piedrahita. O Inter agradece pelos serviços prestados e deseja sucesso na sequência de suas carreiras. Osmar Loss passa a comandar a equipe interinamente.

Ramírez teve 10 vitórias, 4 empates e 7 derrotas em apenas 21 jogos no comando do time colorado. Ele chegou ao clube no começo de março e foi demitido menos de 100 dias depois.

Após uma passagem de sucesso pelo Independiente del Valle, do Equador, o espanhol virou peça valorizada na América do Sul, e o Inter chegou a um acordo com ele antes mesmo do fim da temporada passada. Nem mesmo a campanha bem-sucedida de Abel Braga, vice-campeão brasileiro, impediu a chegada de Ramirez.

Ele ganhou notoriedade após os 5 a 0 aplicados pelo Del Valle no Flamengo, na Conmebol Libertadores de 2020, e pelo título da Copa Sul-Americana com o time equatoriano, em 2019.

Na chegada ao Beira-Rio, Ramírez chegou a comparar o Inter com uma Ferrari e prometeu mudar o estilo de jogo colorado, baseando-se no que fez sucesso com o Del Valle, com posse de bola e estilo ofensivo.

No entanto, a perda do título gaúcho na final contra o Grêmio, derrotas na Libertadores para o Always Ready e Deportivo Táchira e a goleada sofrida por 5 a 1 para o Fortaleza no último fim de semana fizeram o espanhol balançar.

A eliminação em casa na Copa do Brasil foi a gota d'água para a diretoria, que agora buscará um novo comandante.