<
>

Zidane é destruído por jornais de Madri após queda do Real na Champions: '3-5-2 com Vinicius Jr. de lateral falhou desde o 1º minuto'

play
City x Chelsea: quem é favorito ao título da Champions League? Leonardo Bertozzi opina (1:01)

Ingleses farão a grande final da competição nesta temporada (1:01)

Após a eliminação na Champions League para o Chelsea, o técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, foi criticado sem dó nem piedade pela imprensa esportiva de Madri.

Na visão do jornal Marca, as opções feitas pelo treinador francês nesta quarta-feira foram incompreensíveis, e sua demora em mudar foi ainda pior.

"O Chelsea foi muito melhor e passou por cima dos blancos em Stamford Bridge. Ganhou por 2 a 0, mas poderia ter sido 4 ou 5. O Real Madrid, desta vez, foi uma equipe irreconhecível", escreveu.

"Zidane foi espetacular em toda a temporada, mas se equivocou bem no dia-chave. Apostou em um esquema e em jogadores que não funcionaram. O 3-5-2 com Vinicius Jr. de lateral fracassou desde o 1º minuto. Hazard mostrou que não vale para as grandes batalhas, e Sergio Ramos... Simplesmente não está pronto para voltar a jogar", seguiu.

"Zizou fez um milagre chegando às seminfiais com poucas opções. Não teve Ramos e Varane contra o Liverpool, mas se encontrou com Nacho e Militão. Também chegou à semi sem Hazard. Por que resolveu apostar neles bem no dia mais importante?", questionou.

"Se jogadores como Valverde, Odriozola, Vinicius, Asensio e Marcelo deixaram a vida nas oitavas e nas quartas, e nos jogos decisivos de LaLiga, por que dar espaço às 'vacas sagradas' que não estavam em condições de competir? Zidane traiu sua própria normalidade", completou.

No jornal As, o redator-chefe do veículo, Tomás Roncero, foi outro que detonou as táticas de Zidane.

"Foi uma noite terrível de Mendy, Ramos, Casemiro, Vinicius e Hazard. A formação com três zagueiros e Vini e Mendy de laterais resultou num fiasco", detonou.

"O Chelsea passou por cima de um Real Madrid irreconhecível. E o Madrid ainda tem que comemorar o resultado. Poderia ter levado uma sacola, mas Courtois evitou um dano maior", acrescentou.