<
>

Ferj e clubes consideram testar público em Fla-Flu no Maracanã com pessoas já infectadas pela COVID-19, diz jornal

play
Rafinha diz que está de acordo com as condições que o Flamengo propôs e afirma: 'Não estou pedindo valores absurdos' (1:58)

Lateral falou sobre as negociações com o clube rubro-negro (1:58)

De acordo com o jornal "O Globo", a Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj) fez uma reunião virtual com médicos dos clubes do estado para debater o retorno do público aos estádios para o Campeonato Carioca.

O debate considerou colocar em teste a medida no clássico entre Flamengo e Fluminense, no Maracanã, no dia 14 de março.

A ideia debatida é liberar alguns convidados de cada clube com IgG positivo para o coronavírus, ou seja, em tese imunizados que já contraíram a COVID-19, sem ser pessoas do grupo de risco.

A intenção seria usar essa partida como teste para quando o público for liberado de forma oficial a Ferj já ter ajustados os protocolos de segurança para ter um controle maior, segundo o jornal.

De acordo com a reportagem, Flamengo, Fluminense, Vasco, Botafogo e os clubes menores aprovaram a ideia.

A reunião vem na hora em que o Brasil atravessa seu pior momento na pandemia, com média móvel (últimos 7 dias) de 1.423 pessoas em decorrência da COVID. Os Estaduais do Paraná, Santa Catarina e Acre já foram paralisados por conta de decretos regionais.