<
>

Champions League: quem é Szoboszlai, o húngaro que superou Vinicius Jr. e Rodrygo e hoje encanta a Europa

play
Gol de Neymar, virada da Juve, goleada do Barça e mais: a terça-feira de Champions League (1:37)

Sevilla, Chelsea, Lazio, Dortmund, Juventus, Barcelona, PSG e United conquistaram três pontos na 4ª rodada da fase de grupos (1:37)

O Bayern de Munique recebe o Red Bull Salzburg na Allianz Arena nesta quarta-feira precisando de uma vitória para confirmar a classificação às oitavas de final da Champions League. Os três pontos ainda ampliaram uma sequência absurda: seriam15 triunfos seguidos na competição europeia. Porém, para isso, o time bávaro terá de superar um adversário que se mostrou perigoso desde a edição passada e também um dos jovens mais promissores do futebol europeu: Dominik Szoboszlai.

O excelente início de carreira do atleta de 20 anos rendeu um destaque significativo nos últimos dias, com a divulgação do vencedor do prêmio Golden Boy (prêmio entregue ao melhor sub-21 da Europa dojornal Tuttosport), que acabou sendo de Erling Haaland, antigo companheiro de Szoboszlai no Salzburg. O húngaro acabou na oitava colocação, à frente de nomes como Vinicius Jr. (décimo), Ferrán Torres (11º), Sandro Tonali (13º), Sergiño Dest (14º) e Rodrygo (16º).

“Ele tem muita técnica no controle de bola, passes decisivos de muita qualidade e chutes de longa e meia distância de muita potência e com direção. Batendo falta é muito bom”, contou o atacante Rodrigo Angelotti, do Red Bull Bragantino, que atuou com o húngaro no Liefering, clube-satélite do Salzburg que disputa a segunda divisão. “O estilo do chute de longa distância é parecido ao do Cristiano Ronaldo, e jogando é um estilo bem próprio”.

Os chutes também se davam no armário quando Szoboszlai ia mal no videogame, como falou o brasileiro aos risos. “No dia a dia, era tranquilo, ainda morávamos na academia do Red Bull Salzburg, então passava o tempo no quarto jogando Fifa e Fortnite. Às vezes eu ia jogar com ele”, disse Angelotti, que ainda contou que o jogador europeu tinha interesse pelo futebol brasileiro.

"Ele perguntava mais sobre futebol, quantos grandes clubes tinha, salário como era aqui, essas coisas", disse. "Gostava do Ronaldinho e Neymar. Eu brincava que tínhamos cinco Copas, e eles, nenhuma".

Szoboszlai chegou ao futebol austríaco ainda na base e passou pelo Liefering. A transição para a equipe principal ocorreu de fato na segunda metade da temporada 2018-19, em que disputou 20 partidas (nove como titular).

Já na campanha 2019-20, o atleta, atualmente com 20 anos, não apenas se estabeleceu como titular absoluto, como também foi eleito o melhor jogador da Bundesliga austríaca, na qual somou nove gols e dez assistências pelo Salzburg. Ao longo da mesma temporada, o jogador se consolidou pela seleção húngara - sua estreia veio em março de 2019.

Hoje ele soma 12 partidas e três gols pelo seu país, sendo que o último saiu nos minutos finais da virada sobre a Islândia por 2 a 1, em 12 de novembro, em um jogo que definia um classificado à Eurocopa. Dessa forma, os húngaros irão disputar sua segunda Eurocopa seguida, após terem ficado de fora de grandes torneios por 30 anos.

Szoboszlai já possui mais de 100 partidas como profissional por clubes, sendo 75 partidas pelo Salzburg e 42 pelo Liefering. Na liga austríaca, seja primeira ou segunda divisão, são 94 jogos, 29 gols e 26 assistências. Na Champions, o meia anotou dois gols na fase de grupos. Nesta quarta, tentará aumentar a conta e dar mais argumentos para ser apontado um dos nomes mais promissores da Europa.