<
>

Vice do Atlético-MG cobra saída de Gaciba e ataca São Paulo por pedir anulação de jogo: 'Um circo, piada'

O vice-presidente do Atlético-MG, Lásaro Cândido, concedeu entrevista exclusiva nesta terça-feira (20) ao Futebol Na Veia, da ESPN Brasil, e fez duras críticas a Leonardo Gaciba, chefe da Comissão de Arbitragem da CBF, e ao São Paulo, que entrou no STJD com pedido de anulação do jogo contra o time mineiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Horas após reclamações fortes no Twitter, em seguida à derrota atleticana para o Bahia, na segunda-feira (19) Cândido chamou a tentativa do São Paulo de anular o jogo entre os clubes de "piada", "circo" e "factóide". O Tricolor se pauta no gol anulado de Luciano, quando o placar estava 0 a 0 (terminou 3 a 0 para o Atlético-MG), erro que foi admitido publicamente por Gaciba.

"Sou o primeiro a dizer que ele não tem capacidade e condições de continuar na chefia de arbitragem. Esse episódio do São Paulo é muito ilustrativo. Ele recebe o São Paulo, muda a escala do árbitro do VAR, aí acontece aquela tragédia, aquela arbitragem bizarra de São Paulo x Grêmio. Antes tinha dado uma declaração que o Atlético foi beneficiado, houve um erro, um negócio sem lógica. Aí vem o São Paulo e cria um factóide jurídico pedindo a anulação. Sugere uma ação combinada, um negócio muito grave que o seu Gaciba tem que se explicar. Tem que sair, não tem condição", disse o cartola.

"Atlético vem levantando questões que não se resolvem. Já pedimos várias vezes os áudios das partidas, para verificar [as conversas entre a equipe de arbitragem]. Não vamos ser irresponsáveis de pedir anulação por um erro. Chega a ser piada, um circo, o São Paulo pedir anulação", atacou Cândido.

O cartola lembrou outros lances polêmicos durante a campanha do Atlético no Campeonato Brasileiro, como a expulsão do goleiro Rafael logo no começo da partida contra o Santos, e voltou a fazer coro contra Gaciba, que, segundo ele, "não tem mais capacidade de conduzir a arbitragem".

Lásaro Cândido descartou que o clube fará um movimento para tirar o atual chefe de arbitragem, mas pediu responsabilidade da CBF, além de atacar novamente o São Paulo.

"Não sei o milagre, mas o São Paulo conseguiu mudar o árbitro de vídeo horas antes da partida. Se a gente tivesse uma liga, seria debatido ali, mas hoje quem resolve é a CBF. Os clubes são desorganizados, de tomar uma posição conjunta. A gente tem que se pautar. Era importante ouvir os áudios de São Paulo x Grêmio. O VAR ficou mudo? Já que não temos controle de arbitragem, cabe a ela agir com responsabilidade. Seria muito bom, oportuno, que tivesse uma posição conjunta, mas o que temos é o Sao Paulo criando um factóide absurdo. Espero que essa petição seja indeferida de primeira. Se não vamos voltar a Copa do Mundo do Maradona e anular tudo".