<
>

Vice do Atlético-MG dispara VAR e detona Gaciba: 'Não tem capacidade moral de seguir no comando'

play
Vice do Atlético-MG cita 'atendimento' de Gaciba ao São Paulo e questiona 'VAR mudo' em derrota para o Bahia (1:58)

Lásaro Cândido ainda ainda disse que o chefe de arbitragem da CBF 'adora' o ex-árbitro José Roberto Wright: 'Temos que ter cuidado' (1:58)

Após a derrota por 3 a 1, de virada, para o Bahia, nesta segunda-feira, pelo Campeonato Brasileiro, o vice-presidente do Atlético-MG, Lásaro Cândido da Cunha, usou suas redes sociais para reclamar muito da arbitragem.

Em postagem no Twitter, o dirigente reconheceu que o Galo perdeu muitos gols na partida, especialmente no 1º tempo, quando dominou amplamente o jogo em Salvador.

No entanto, Cândido da Cunha reclamou da arbitragem do gaúcho Anderson Daronco por não marcar pênalti em Keno, e também do VAR por não chamar o lance para revisão.

Além disso, o cartola disparou contra o presidente da Comissão de Arbitragem da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Leonardo Gaciba.

"Poderíamos ter feitos muitos gols no primeiro tempo (incompetência nossa). Mas houve pênalti claro e não marcado estranhamente pelo árbitro gaúcho e chancelado pelo VAR", afirmou.

play
1:53

Vice do Atlético-MG lamenta 'incompetência' contra o Bahia, mas prega cautela e avisa: 'Dinheiro não infinito'

'A gente sabe o que não pode ser feito', disse Lásaro Cândido

"O Gaciba, chefe da arbitragem da CBF, não tem mais capacidade moral de continuar no comando da arbitragem da CBF", completou.

Vale lembrar que, mais cedo, o presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, já havia manifestado sua contrariedade com o fato da arbitragem do jogo ser gaúcha, já que o Inter, que é do Rio Grande do Sul, disputa a liderança do campeonato ponto a ponto com o clube de Belo Horizonte.

Com o resultado desta segunda, o Internacional é o novo líder da Série A, com 34 pontos, enquanto o Flamengo está em 2º, também com 34, mas pior nos critérios de desempate. Logo atrás, aparece o Galo, com 31 pontos.