<
>

Em meio à crise, atletas do Cruzeiro consideram dar W.O. em jogo do Mineiro

A crise no Cruzeiro parece não ter fim.

Alguns dos jogadores mais bem pagos do elenco cogitam dar W.O. em uma partida do Campeonato Mineiro. A ideia é pressionar a diretoria para pagar as dívidas junto ao elenco. A informação foi dada pelo jornalista Jorge Nicola, comentarista dos canais ESPN, em seu blog no Yahoo!.

De acordo com a publicação, há um atraso de dois meses e meio de salários atrasados, o que não leva em consideração 13º, férias e fundo de garantia.

Em 5 de janeiro, o Cruzeiro viu o CEO Vittorio Medioli deixar o cargo, quatro dias antes de o empresário Pedro Lourenço renunciar ao cargo de vice-presidente de futebol, o que causou também a saída de Alexandre Mattos.

Com sérios problemas financeiros, o clube mineiro pretende reduzir o teto salarial para R$ 150 mil por mês e busca acertar a redução de salário ou rescisão de contrato com alguns atletas. Thiago Neves, Fabrício Bruno, Ederson e David foram à justiça contra o clube.

Vale lembrar que o W.O. ficou em evidência no futebol brasileiro, quando o time do Figueirense se recusou a atuar contra o Cuiabá, pela Série B do Campeonato Brasileiro, devido a uma complicada situação financeira.