<
>

Fred: CBF mantém multa de R$ 12 milhões do Atlético-MG em cima do Cruzeiro

O Atlético-MG obteve uma importante vitória sobre o rival Cruzeiro nos bastidores.

Na última sexta-feira, a CNRD (Câmara Nacional de Resoluções de Disputas) da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) negou os embargos declaratórios do atacante Fred e manteve a gigantesca multa de R$ 12 milhões que o Galo cobra sobre a Raposa.

"Caso Fred: CNRD acaba de negar os embargos declaratórios do jogador e seu atual Clube. Mantida assim a multa e suas atualizações pela Câmara Arbitral", escreveu Lásaro Cunha, vice-presidente atleticano.

O caso foi iniciado em dezembro de 2017, quando Fred rescindiu com o Atlético e, no acordo que fez com a diretoria alvinegra, se comprometeu a pagar R$ 10 milhões ao ex-clube em caso de assinatura de vínculo com o Cruzeiro até o último dia de 2018.

No entanto, logo no dia seguinte à rescisão, o centroavante se reuniu com a diretoria celeste e acertou sua volta à Raposa, solicitando que o novo empregador arcasse com a multa.

O Cruzeiro acatou o pedido de Fred e aceitou colocá-lo em contrato, com tudo sendo inclusive registrado em cartório. Com isso, a equipe tornou-se responsável por quitar a quantia cobrada pelo arquirrival.

Um parecer favorável já havia sido dado ao Galo anteriormente, o que fez o atacante entrar com recurso em fevereiro deste ano. Quatro meses depois, porém, os embargos declaratórios foram negados pela CNRD, mantendo a cobrança da multa - que, por conta do tempo, já foi reajustada para R$ 12 milhões devido aos juros e correção monetária.

Com isso, o caso está encerrado em 1ª instância, restando ao Cruzeiro recorrer ao CBMA (Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem), que é independente da CBF.

Até o novo julgamento, aliás, Fred fica livre de quitar o débito.

Vale lembrar que os rivais mineiros se enfrentarão pelas quartas de final da Copa do Brasil, logo após a parada da Copa América 2019.