<
>

Ex-Barcelona conta drama na Rússia: 'Sempre estava sozinho; estava ficando louco'

play
ESPN lança Fantasy de futebol internacional (0:30)

Você poderá montar seu time da Premier League da Inglaterra, da LaLiga da Espanha ou da Uefa Champions League (0:30)

O camaronês Alex Song tem clubes como Arsenal e Barcelona no currículo, mas também passou por momentos complicados na carreira. Em entrevista ao The Telegraph, da Inglaterra, o meia revelou o calvário que viveu em sua passagem pela Rússia.

“Comia sempre nas instalações do clube e sempre sozinho. Estava ficando louco. Não chorava, mas estava muito estressado”, disse o jogador que defendeu o Rubin Kazan.

“Quando assinei me disseram que me dariam uma casa logo, passaram meses e nada. No final, me tiraram do hotel e tive que morar no centro de treinamentos. O clube seguia dizendo que tinha que esperar que terminassem a casa. Um dia conversei com uma das responsáveis por projetá-las e ele me disse que ninguém havia pedido nada”, contou.

“Passava o tempo sentando no meu alojamento e nunca acendia a luz. Estava sempre com meu computador, sem ao menos televisão porque não entendia nada por estar em russo. Toda minha vida se baseava em um computador e um pequeno móvel, e isso não é sadio”, disse.

Song deixou o Rubin Kazan em setembro deste ano. Apesar de não ter grandes recordações, ele não reclama da cidade de Kazan. “É um lugar agradável. Existem bons restaurantes e as pessoas são simpáticas, mas eu nunca saia pois não tinha amigos”, disse.

“Basicamente perdi um ano da minha carreira na Rússia. Agora estou jogando e feliz outra vez. Aqui tudo tem ido bem”, disse o meia que hoje está no Sion, da Suíça.