<
>

Flamengo: Paulo Sousa quebra silêncio sobre polêmica com Diego Alves e revela o que o induziu a erro

Ao lado de Bruno Spindel e Marcos Braz, Paulo Sousa falou em entrevista coletiva sobre a polêmica da semana o envolvendo com Diego Alves


O Flamengo bateu o Goiás por 1 a 0, gol de Pedro, e voltou a vencer no Campeonato Brasileiro. Após o apito final, a torcida vaiou o time, xingou Marcos Braz e Bruno Spindel e pediu a volta de Jorge Jesus. Depois do duelo, ao lado do técnico Paulo Sousa, o vice presidente de futebol e o diretor executivo falaram sobre a semana conturbada do clube carioca.

O Mister abriu o jogo sobre a polêmica que o envolveu junto com Diego Alves na última semana. O treinador afirmou que nada mais foi que um problema de comunicação e revelou o que o induziu ao erro de pensar que o goleiro havia se colocado à disposição.

"Sabem que penso, e vocês percebem, a clareza e a frontalidade que eu normalmente tenho. Admito, sem dúvida nenhuma, que deixei uma folha solta para vocês poderem especular. Nunca o Diego (Alves) se colocou à disposição, nem nunca o Bruno (Spindel) me disse que o Diego estava à disposição. Aconteceu, sim, uma falta de comunicação entre o meu fisioterapeuta e o meu preparador, houve sim uma falta de comunicação do Bruno comigo, que me induziu a poder, eventualmente, pensar", começou por afirmar.

"Falamos, conversamos, esclarecemos o que tínhamos que esclarecer, como gente crescida, que quer bem ao Flamengo, como forma de caminharmos juntos e fazermos os resultados, como fizemos hoje. Por isso, da minha parte, e penso que da parte de todos, do Diego, do Bruno, do Marcos (Braz), nós estamos muito centrados naquilo que queremos fazer, que é ganhar''

''Não sou uma pessoa rancorosa. O Flamengo para mim é mais importante do que qualquer um de nós. Eu já disse isso para várias vezes. Qualquer jogador treinando e ganhando a minha confiança para jogar, vai ser relacionado e vai jogar. Por isso, tanto o Diego Alves como o Ribas, que tem sido utilizado ultimamente, treinam e me dão confiança para eu pensar e juntamente com os outros, ganharmos os jogos'', concluiu.

Na última semana, após a vitória sobre a Universidad Católica, pela Conmebol Libertadores, o técnico havia afirmado, durante coletiva, que o goleiro teria se reunido com Bruno Spindel para dizer que tinha condições de jogo.

No entanto, o experiente jogador teria falado o oposto para o diretor executivo de futebol, dizendo que não teria condições de atuar diante da Católica por conta de uma dor. O clima turbulento aumentou com o silêncio da diretoria.

Com a vitória, o Flamengo vai aos nove pontos e ocupa a 11ª colocação. O Rubro-Negro volta a campo na próxima semana pela Conmebol Libertadores. Na terça-feira (24), às 21h30, encara o Sporting Cristal, no Maracanã, pela última rodada da fase de grupos. A partida terá transmissão ao vivo pela ESPN no Star+.