<
>

Cotado para comprar o Bahia, Grupo City fez times conquistarem 42 títulos após aquisição; veja todos

Equipe brasileira pode oficializar em breve acordo com o Grupo City para uma futura venda da SAF


Nome conhecido por estabelecer parcerias com diversos clubes de todas as partes do mundo, o Grupo City está a um passo de entrar no futebol brasileiro. Conforme antecipado nas últimas semanas pelo ESPN.com.br, a holding tem uma negociação bem avançada com o Bahia para aquisição de 90% das ações da SAF do time baiano.

A parceria tem como principal objetivo na agremiação nordestina uma melhora expressiva dos resultados em campo, uma vez que o Tricolor de Aço se organizou financeiramente, mas fracassou dentro das quatro linhas – acabou rebaixado no Campeonato Brasileiro de 2021. Caso o acordo de fato aconteça, o torcedor tricolor poderá esfregar as mãos e passar a esperar por bons resultados.

Apesar de ter iniciado os investimentos no Manchester City, em meados de 2008, o Grupo City passou a existir em 2013. Nos últimos nove anos, a holding estabeleceu parceria com um total de 11 clubes, que, somados, conquistaram 42 títulos. Nesses 13 anos desde o início da parceria, os ‘Citizens’ ergueram cinco troféus da Premier League, dois de Copa da Inglaterra e seis de Copa da Liga Inglesa.

Os clubes comprados pelo Grupo City ou que têm algum tipo de parceria com a entidade são: Bolívar (Bolívia); Troyes (França), campeão da 2ª divisão do Francês; Lommel SK (Bélgica); Mumbai City (Índia), campeão da Superliga Indiana; Sichuan Jiuniu (China); Girona (Espanha), campeão da Supercopa da Catalunha; Montevideo City Torque (Uruguai), campeão da 2ª divisão do Uruguai; Yokohama Marinos (Japão), campeão da J-League, nome do Campeonato Japonês da 1ª divisão); Melbourne City (Austrália), campeão da A-League, nome do Campeonato Australiano da 1ª divisão; New York City (EUA), campeão da MLS, principal liga de futebol dos EUA; e Manchester City (Inglaterra).

Dos onze times, apenas três, Lommel, Bolívar e Sichuan Jiuniu, não ergueram qualquer taça desde que iniciaram a parceria. Hoje na Série B do Campeonato Brasileiro, o Bahia conquistou seu último título de expressão em 2021: a Copa do Nordeste.

Como está a situação entre Bahia e Grupo City?

De acordo com apuração do ESPN.com.br, Bahia e Grupo City têm tudo acordado para que a negociação de fato se concretize. A situação vive momentos decisivos, uma vez que é aguardado o encaminhamento da documentação oficial ao Conselho Deliberativo do Bahia – que precisa aprovar o negócio, assim como os sócios.

Segundo pôde saber a ESPN com fontes ligadas ao negócio, a oferta está desenhada para que o Bahia receba R$ 50 milhões ainda em 2022 e mais R$ 150 milhões em caso de acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, totalizando R$ 200 milhões de aporte no primeiro ano.

A ideia é que os associados, que votarão a derradeira decisão no futuro, tenham acesso o quanto antes aos detalhes da oferta para saber se aceitam ou não a parceria. A reportagem apurou que a documentação deve ser recebida entre esta semana e a próxima pelos cartolas do time baiano.