<
>

Fórmula 1: entenda a reta final que deu título a Verstappen contra Hamilton

play
Fórmula 1: Verstappen supera Hamilton e é o grande campeão! Renan do Couto analisa temporada do holandês (4:28)

Um dos melhores campeonatos da história da Fórmula 1 terminou neste domingo (12) (4:28)

Em decisão emocionante, Verstappen conseguiu retomar a liderança na última volta, ultrapassou Hamilton e conquistou o título mundial


Max Verstappen conquistou, neste domingo, o inédito título de campeão da Fórmula 1 ao vencer um duelo épico contra Lewis Hamilton na última volta do Grande Prêmio de Abu Dhabi. Não é exagero dizer, porém, que o piloto protagonista para a definição do Mundial de 2021 foi Nicholas Latifi.

Começou! Até meia-noite de domingo (12) tem Star+ Acesso Livre. Muito esporte AO VIVO, séries e filmes. Acesse agora e aproveite de graça toda a programação.

Faltando apenas cinco voltas para o final, o canadense da Williams bateu na curva 14, depois de um toque com Mick Schumacher, da Haas. O acidente motivou a entrada do safety-car e mudou os rumos do campeonato, que parecia mais próximo de Hamilton, líder da corrida até então.

Àquela altura, a vantagem do britânico sobre o holandês era de mais de 11 segundos. Imediatamente, a Red Bull chamou Verstappen para os boxes, para uma nova troca de pneus. A estratégia da Mercedes, por sua vez, foi manter Hamilton na pista, apesar do desgaste.

Com o safety-car, a vantagem que separava Hamilton e Verstappen desapareceu, mas ainda havia elementos importante entre eles: os retardatários. Em uma decisão polêmica, na volta 56 (de 58), a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou que os pilotos que tinham tomado volta não poderiam ultrapassar, o que beneficiaria o piloto da Mercedes. Eram quatro carros entre eles.

“Claro! Decisão típica. Não estou surpreso”, esbravejou Verstappen no rádio, enquanto a Red Bull levava sua reclamação à direção de prova. No regulamento da Fórmula 1, a segurança é o elemento principal para a liberação ou não do tráfego dos retardatários. A avaliação cabe ao diretor.

Foi então que Michael Mais voltou atrás: liberou a ultrapassagem dos retardatários, permitindo, na última volta, que Verstappen pudesse partir para o tudo ou nada contra Hamilton.

Com pneus novos, o holandês foi para cima e aproveitou o desgaste do jogo de Hamilton. O britânico até tentou se defender, mas não conteve Verstappen, que arrancou para o título.

Bastou uma volta na liderança para o holandês da Red Bul fazer história em Abu Dhabi. Com apenas 24 anos, ele fatura seu primeiro título do Mundial de Pilotos da Fórmula 1