<
>

MIBR, comunidade de CSGO e até jogador de futebol: veja a repercussão da saída de Zews

Saída de Zews repercutiu não só na comunidade de CS:GO Reprodução/ESPN

A comunidade de Counter-Strike: Global Offensive foi pega de surpresa com o anúncio do desligamento de Zews por parte do MIBR, na noite da última quarta-feira (25). A repercussão foi tanta que saiu até mesmo da esfera dos esports e chegou no futebol. Não faltaram elogios, farpas e muito menos especulações.

A saída do coach se deu bem no melhor momento da equipe no ano, já que o MIBR foi campeã da primeira etapa do Flashpoint. Chamou a atenção no comunicado de Zews o fato de ele ter citado problemas que “são mais complexos, pesados e enraizados” para justificar o desligamento.

O técnico também lamentou não ter o “sucesso” que a equipe gostaria “durante essa reconstrução do MIBR”. Zews seguiu dizendo que assume a “culpa”, deixando a entender o fraco período que o MIBR teve desde sua chegada. “Eu falhei ao não tomar atitudes que julgava serem necessárias para a reabilitação da equipe”.

O ESPN Esports Brasil fez um compilado de como repercutiu a saída de Zews do MIBR.

MIBR

Os companheiros de MIBR se pronunciaram logo após o anúncio da saída do coach. Principal nome da equipe, Fallen desejou sorte para Zews ao passo que também adotou tom de autocrítica para falar sobre o assunto.

“Temos muito para resolver internamente dentro da equipe. Eu incluso”, postou em seu perfil no Twitter. “Aos poucos espero que nossa dedicação seja eficaz e comece a trazer novos resultados.”

Quem se estendeu mais na internet para falar do desligamento de Zews foi TACO. A dupla era parceira de longa data, com trabalhos desde 2015 pela Games Academy. Eles ainda estiveram juntos por Luminosity Gaming, SK Gaming e Team Liquid.

O jogador foi só elogios ao “amigo e parceiro que compartilhou os melhores e piores momentos da minha vida”, assim como exaltou o seu “caráter ímpar”. O que chamou a atenção da comunidade, porém, foi um comentário em específico à respeito de Zews. “Esforçado quando quer ser.”

Dos outros companheiros de MIBR, meyern se pronunciou dizendo que Zews é um dos “melhores treinadores da história do CS” e kNgV- respondeu diretamente o tweet do coach agradecendo por todo o “crescimento in-game”. Até o momento da publicação desta matéria, fer foi o único da line-up a não ter postado nada em suas redes sociais.

Membros do staff também vieram a público agradecer pela passagem de Zews, como o embaixador GuizaO e o psicólogo da equipe João Cozac. O coach temporário Dead, que é o gerente da equipe, respondeu ao tweet de despedida e desejou boa sorte.

DESDE CSGO ATÉ O FUTEBOL

Como não poderia ser diferente, a comunidade de CSGO entrou em polvorosa com decisão. Diante das mais de 800 respostas que o tweet de despedida de Zews recebeu, com muitos fãs surpresos, algumas figuras do cenário chamaram a atenção.

A começar pelo streamer Gaulês, que desejou “boa sorte na nova jornada seja ela onde for”. Outro grande nome do stream nacional, BiDa disse que Zews “com certeza vai encontrar uma nova casa” e ainda postou em tom triste um vídeo do coach conversando com o público no Encontro das Lendas, que ocorreu na cidade de São Paulo no ano passado.

Nomes do competitivo aqui do Brasil também se posicionaram. O jogador Ryotz, da Prodigy Esports, se mostrou bem surpreso. Pino, head coach da Isurus, e Ricardo Pereira, pro player da Vivo Keyd, desejaram boa sorte. E até mesmo WOOD7, da Bravos, aproveitou o momento para brincar sobre quem poderia ser o novo coach do MIBR.

Figuras do cenário feminino também postaram em suas redes sociais, como gabs (FURIA) e a streamer pan. Desenvolvedor do projeto Fallen and Friends, que tem como objetivo incluir pessoas com qualquer tipo deficiência no mundo do esport, Vitor Gabriel também deixou os seus agradecimentos públicos.

A repercussão se estendeu para o cenário internacional e dois nomes chamaram a atenção. Primeiro tarik, jogador da Evil Geniuses e que já esteve sob comando de Zews. Ele desejou o melhor na carreira para o antigo companheiro. E YNk, hoje coach da FaZe Clan e que, inclusive, foi o antecessor de Zews como técnico do MIBR em 2018. YNk cravou que Zews não ficará muito tempo desempregado.

Outros nomes de destaque que também deram apoio ao brasileiro foram Rejin, coach da Mousesports, e GeT_RiGhT, jogador da Dignitas.

A saída de Zews do MIBR repercutiu até mesmo fora da comunidade de CSGO. Prova disso é a mensagem de Sensi, head coach da equipe de R6 da Team Liquid, que fez questão de demonstrar sua admiração enquanto treinador de outra categoria.

A notícia chegou até mesmo no mundo do futebol. Isso porque o lateral-esquerdo Dodô também prestou homenagem a Zews após o comunicado da saída. O jogador pertence à Sampdoria-ITA, mas está em briga judicial com o Cruzeiro, equipe que defendeu ano passado e que tentou liberá-lo do contrato antes firmado. Em janeiro, Dodô esteve na mira do Palmeiras, mas a sondagem não evoluiu.